Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Erdogan diz que Turquia continuará operação na Síria, pactuada com Moscou

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, afirmou nesta segunda-feira que seu país não interromperá sua operação militar lançada no sábado contra as milícias curdas aliadas dos Estados Unidos no norte da Síria e insistiu que esta operação está pactuada com a Rússia.
EFE

"Não vamos retroceder em Afrin. Falamos com os russos e há consenso", disse o político islamita em relação à região do norte da Síria nas mãos das milícias curdas Unidades de Proteção do Povo (YPG), que Ancara considera terroristas e aliadas da guerrilha curda da Turquia, o PKK.


Erdogan voltou a acusar os EUA de armar e apoiar as YPG, aliadas de Washington contra o grupo jihadista Estado Islâmico.

"Não são honestos conosco. Continuaremos o nosso caminho no marco das conversações que mantemos com a Rússia", apontou.

"Queríamos comprar armas (com os EUA). Não nos deram e entregaram as mesmas armas a organizações terroristas. Que tipo de aliança estratégica é essa?", afirmou o presidente da T…

Ataques contra reduto opositor nos arredores de Damasco deixam 7 mortos

Pelo menos sete civis, entre eles uma menina, morreram neste sábado em bombardeios e pelo impacto de projéteis contra diferentes localidades de Ghouta Oriental, principal reduto opositor nos arredores da capital síria, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.


EFE

A fonte detalhou em comunicado que uma mulher e dois homens morreram na população de Utaya; dois homens, em Kafr Batna e Misraba; uma menina morreu pelo impacto de mísseis em Nashabiya e um enfermeiro perdeu a vida em um ataque aéreo em Harasta.


EFE/EPA/Mohammed Badra
EFE/EPA/Mohammed Badra

O Observatório advertiu que o número de vítimas mortais pode aumentar nas próximas horas porque há feridos em estado grave nesse último ataque em Harasta.

Segundo a ONG, aviões de combate sírios realizaram 60 ataques contra Harasta, controlada pelo insurgente Movimento Islâmico dos Livres de Sham, e a localidade de Arbin, dominada pela facção armada Legião al Rahman.

Além dos ataques aéreos, as tropas lançaram mísseis de tipo terra-terra, foguetes e projéteis de artilharia pesada contra Ghouta Oriental, região situada ao nordeste de Damasco.

Nas últimas 24 horas, um total de 15 pessoas morreram na zona, onde as vítimas de hoje se somam a oito pessoas que perderam a vida ontem em Harasta e Hamuriya.


Postar um comentário