Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Área militar do governo brasileiro demonstra desconforto com suspensão de investigação do caso Queiroz

Integrantes da área militar do governo demostraram desconforto com o pedido de suspensão da investigação para apurar movimentações financeiras de Fabricio Queiroz consideradas "atípicas" pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).
Por Gerson Camarotti | G1

A avaliação de auxiliares do presidente Jair Bolsonaro é que essa decisão tomada pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), só faz prolongar o desgaste provocado pelo caso.

O ministro Luiz Fux atendeu pedido do deputado estadual e senador eleito Flavio Bolsonaro (PSL-RJ), de quem Queiroz foi assessor. O Coaf apontou movimentação de R$ 1,2 milhão em uma conta bancária de Queiroz durante um ano sem que houvesse esclarecimento.

Para esses auxiliares, foi uma surpresa a solicitação feita por Flávio Bolsonaro para suspender as investigações.

“Ainda não há uma explicação convincente. Enquanto isso não acontecer, o desgaste desse caso vai continuar. Já está demorando demais”, comentou ao blog um auxilia…

Ataques contra reduto opositor nos arredores de Damasco deixam 7 mortos

Pelo menos sete civis, entre eles uma menina, morreram neste sábado em bombardeios e pelo impacto de projéteis contra diferentes localidades de Ghouta Oriental, principal reduto opositor nos arredores da capital síria, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.


EFE

A fonte detalhou em comunicado que uma mulher e dois homens morreram na população de Utaya; dois homens, em Kafr Batna e Misraba; uma menina morreu pelo impacto de mísseis em Nashabiya e um enfermeiro perdeu a vida em um ataque aéreo em Harasta.


EFE/EPA/Mohammed Badra
EFE/EPA/Mohammed Badra

O Observatório advertiu que o número de vítimas mortais pode aumentar nas próximas horas porque há feridos em estado grave nesse último ataque em Harasta.

Segundo a ONG, aviões de combate sírios realizaram 60 ataques contra Harasta, controlada pelo insurgente Movimento Islâmico dos Livres de Sham, e a localidade de Arbin, dominada pela facção armada Legião al Rahman.

Além dos ataques aéreos, as tropas lançaram mísseis de tipo terra-terra, foguetes e projéteis de artilharia pesada contra Ghouta Oriental, região situada ao nordeste de Damasco.

Nas últimas 24 horas, um total de 15 pessoas morreram na zona, onde as vítimas de hoje se somam a oito pessoas que perderam a vida ontem em Harasta e Hamuriya.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas