Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Erdogan diz que Turquia continuará operação na Síria, pactuada com Moscou

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, afirmou nesta segunda-feira que seu país não interromperá sua operação militar lançada no sábado contra as milícias curdas aliadas dos Estados Unidos no norte da Síria e insistiu que esta operação está pactuada com a Rússia.
EFE

"Não vamos retroceder em Afrin. Falamos com os russos e há consenso", disse o político islamita em relação à região do norte da Síria nas mãos das milícias curdas Unidades de Proteção do Povo (YPG), que Ancara considera terroristas e aliadas da guerrilha curda da Turquia, o PKK.


Erdogan voltou a acusar os EUA de armar e apoiar as YPG, aliadas de Washington contra o grupo jihadista Estado Islâmico.

"Não são honestos conosco. Continuaremos o nosso caminho no marco das conversações que mantemos com a Rússia", apontou.

"Queríamos comprar armas (com os EUA). Não nos deram e entregaram as mesmas armas a organizações terroristas. Que tipo de aliança estratégica é essa?", afirmou o presidente da T…

Caças dos EUA disparam contra jatos russos na Síria

Aviões F-22 das Forças Armadas norte-americanas deram tiros de aviso após jatos russos entrarem em uma zona de segurança na Síria.


Sputnik

A informação foi divulgada nesta quinta-feira pelo Washington Examiner.


F-22 Raptor, da Força Aérea dos Estados Unidos
F-22 Raptor | US Air Force / Master Sgt. Jeremy Lock

O incidente, segundo um funcionário da Defesa dos EUA ouvido pelo site, teria ocorrido ontem a leste do rio Eufrates. De acordo com ele, as aeronaves russas, caças Sukhoi Su-25, deixaram rapidamente a área, uma zona de desescalada concordada por Washington e Moscou, após a interceptação e os disparos.

Até o momento, nem o Pentágono nem o Ministério da Defesa da Rússia se pronunciaram oficialmente sobre o assunto.


Postar um comentário