Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil simula resgate de civis em área de conflito ou desastre natural (VÍDEO)

A Marinha do Brasil realizou entre os dias 6 e 14 de novembro a Operação Atlântico, na praia de Itaoca, no Espírito Santo. A simulação deste ano treinou os oficiais para casos em que houvesse resgate de civis em uma área de conflito armado ou que foram alvos de desastres naturais.
Sputnik

Era por volta de 5h40 do dia 10 de novembro, um sábado, ainda estava amanhecendo, quando o Almirante Paulo Martinho Zucaro, Comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra, olhou e disse para a reportagem da Sputnik Brasil: "É guerra".


A declaração foi dada para explicar os motivos de se realizar um treinamento deste porte mesmo em condições extremamente desfavoráveis. A chuva era forte, as ondas na beira da praia atingiam 1,5 metros e os ventos chegaram a 20 km/h. O nível de dificuldade preocupava o alto comando, mas não foi um problema para os fuzileiros e marinheiros.

Antes do amanhecer, sete Carros Lagarta Anfíbios (CLAnf) chegaram à praia e deram início ao desembarque. Após eles chegarem foi…

EI assume autoria do ataque contra inteligência afegã

O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) assumiu nesta segunda-feira a autoria do atentado suicida contra um escritório da principal agência de inteligência do Afeganistão, no qual morreram sete pessoas e outra ficou ferida.


EFE

Em comunicado do EI divulgado através da sua conta no Instagram e cuja veracidade não pôde ser comprovada, se identifica o suicida como Mohsen al Joasani e se assegura que ele conseguiu passar pela porta externa do complexo de segurança e detonar o colete com explosivos que levava junto ao corpo, perto de um grupo de agentes.


EFE/EPA/HEDAYATULLAH AMID
EFE/EPA/HEDAYATULLAH AMID

O agressor, que estava a pé, detonou o colete às 8h (horário local, 1h30 em Brasília), perto de um escritório do Diretório Nacional de Segurança (NDS, em inglês) na área de Shashdarken em Kabul, afirmou à Agência Efe o porta-voz do Ministério de Interior afegão, Nasrat Rahimi.

No atentado morreram pelo menos sete pessoas, incluindo o agressor, e outra mais ficou ferida, afirmou à Efe o porta-voz do Ministério da Saúde Pública, Ismail Kawsi.

No entanto, o grupo jihadista diz que o número de vítimas é 30.

Na sua nota, o EI, que identifica as forças de segurança fala que esse quartel é famoso por "lutar contra os mujahidines (como se refere a seus combatentes) e torturá-los".

Junto ao comunicado, o grupo divulgou uma foto do suposto terrorista, na qual aparece junto com uma bandeira do EI, com um lenço cobrindo o rosto com exceção dos olhos, um colete com explosivos e uma arma automática.

A capital afegã foi objeto este ano de graves ataques insurgentes.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas