Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Brasil comemora 20 anos do fim do conflito entre Peru e Equador

O Brasil irá comemorar nesta terça-feira os 20 anos do fim dos conflitos na fronteira entre Peru e Equador, que se prolongaram por quase 170 anos e que causaram várias guerras, tensões e enfrentamentos entre ambos os países.
EFE

Brasília - O Acordo Global e Definitivo de Paz entre Equador e Peru foi assinado em 26 de outubro de 1998 em Brasília, que voltará a ser palco de um encontro entre representantes dessas duas nações, mas agora para reafirmar "o valor e a eficácia da diplomacia e da solução pacífica de controvérsias", diz o comunicado do Ministério das Relações Exteriores.

A cerimônia contará com a participação do equatoriano José Ayala Lasso e do peruano Fernando de Trazegnies Granda, que eram os chanceleres de seus países na ocasião da assinatura e tiveram participação ativa nas negociações, e será presidido pelo ministro das Relações Exteriores Aloysio Nunes.

Segundo a nota oficial, a comemoração "também evidencia, uma vez mais, a capacidade regional de responder e…

Estado-Maior russo anuncia derrota total dos terroristas na Síria

As Forças Armadas da Rússia cumpriram sua tarefa de derrotar o grupo terrorista Daesh na Síria, declarou o chefe da Direção-Geral Operacional do Estado-Maior das Forças Armadas russas, Sergei Rudskoy.


Sputnik

Segundo Rudskoy, no último mês as tropas sírias apoiadas por militares russos libertaram dos militantes a cidade de Al-Bukamal e várias povoações na margem ocidental do rio Eufrates. Durante a ofensiva de cinco dias contra o último bastião do Daesh foram eliminados 550 terroristas, destruídos seis tanques e 14 jihad-mobiles.


Avião russo na base aérea de Hmeymim, na Síria
Sukhoi Su-30 em base aérea russa na Síria © Sputnik/ Dmitry Vinogradov

No momento, não restou nenhum povoado controlado pelo Daesh (organização terrorista proibida na Rússia) na Síria, informou o representante do Estado-Maior General russo.

O militar não exclui que nos territórios libertados possam surgir grupos separados de sabotagem do Daesh, mas assegurou que serão destruídos pelas tropas governamentais sírias que possuem "unidades móveis especialmente preparadas".

Rudskoy sublinhou que a participação da aviação russa na última fase da operação antiterrorista foi de "escala sem precedentes". Cada dia, aviões russos realizaram pelo menos 100 voos e 250 ataques apoiando soldados sírios.

Bombardeiros Tu-22M3 realizaram no último mês 14 ataques conjuntos contra posições terroristas.

Após a derrota do Daesh, os militares russos se concentrarão em observar o cumprimento do cessar-fogo.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas