Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia adverte exército sírio contra entrada em Manbij

O comunicado foi divulgado poucos dias depois de pelo menos quatro soldados americanos terem sido mortos em um atentado suicida na cidade de Manbij, no norte da Síria, cuja responsabilidade foi assumida pelo Daesh (grupo terrorista proibido em Rússia e em vários outros países).
Sputnik

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores turco, Hami Aksoy, alertou as Forças Armadas do governo sírio para que não tentassem entrar na cidade de Manbij, localizada no norte da Síria.


"Às Unidades de Proteção Popular curdas na Síria (YPG) não deveria ser permitido deixar que as forças do regime [do presidente sírio Bashar Assad] entrem em Manbij", disse Aksoy em uma entrevista coletiva na sexta-feira (18). Ele também destacou que "a retirada das tropas norte-americanas da Síria não deveria ajudar os terroristas das YPG e do Partido de União Democrática curdo (PYD)".

As declarações foram feitas depois que nesta quarta-feira (16) na cidade síria de Manbij ocorreu uma explosão em u…

Estado-Maior russo anuncia derrota total dos terroristas na Síria

As Forças Armadas da Rússia cumpriram sua tarefa de derrotar o grupo terrorista Daesh na Síria, declarou o chefe da Direção-Geral Operacional do Estado-Maior das Forças Armadas russas, Sergei Rudskoy.


Sputnik

Segundo Rudskoy, no último mês as tropas sírias apoiadas por militares russos libertaram dos militantes a cidade de Al-Bukamal e várias povoações na margem ocidental do rio Eufrates. Durante a ofensiva de cinco dias contra o último bastião do Daesh foram eliminados 550 terroristas, destruídos seis tanques e 14 jihad-mobiles.


Avião russo na base aérea de Hmeymim, na Síria
Sukhoi Su-30 em base aérea russa na Síria © Sputnik/ Dmitry Vinogradov

No momento, não restou nenhum povoado controlado pelo Daesh (organização terrorista proibida na Rússia) na Síria, informou o representante do Estado-Maior General russo.

O militar não exclui que nos territórios libertados possam surgir grupos separados de sabotagem do Daesh, mas assegurou que serão destruídos pelas tropas governamentais sírias que possuem "unidades móveis especialmente preparadas".

Rudskoy sublinhou que a participação da aviação russa na última fase da operação antiterrorista foi de "escala sem precedentes". Cada dia, aviões russos realizaram pelo menos 100 voos e 250 ataques apoiando soldados sírios.

Bombardeiros Tu-22M3 realizaram no último mês 14 ataques conjuntos contra posições terroristas.

Após a derrota do Daesh, os militares russos se concentrarão em observar o cumprimento do cessar-fogo.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas