Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

General brasileiro em forças dos EUA atrapalha laços com Moscou e Pequim, diz especialista

A decisão do Brasil de enviar um oficial para integrar as Forças Armadas dos Estados Unidos deve atrapalhar as relações do país com importantes aliados, como China e Rússia. A avaliação é do especialista em Relações Internacionais Paulo Velasco, que conversou nesta segunda-feira com a Sputnik sobre esse polêmico assunto.
Sputnik

Na última semana, se tornou pública no Brasil a notícia de que o país indicará, até o final do ano, um general para assumir um posto no Comando Sul (SouthCom) dos EUA, que cobre América Central, Caribe e América do Sul, provocando controvérsias.


De acordo com o comandante responsável, o almirante Craig Faller, os interesses norte-americanos na região seriam ameaçados por Rússia, China, Irã, Venezuela, Cuba e Nicarágua, países com os quais o Brasil poderá ter relações prejudicadas por conta dessa situação, conforme acredita Velasco, professor adjunto de Política Internacional do Departamento de Relações Internacionais da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (U…

EUA perderam seu papel de mediador no Oriente Médio, diz presidente da Palestina

O presidente da Palestina, Mahmoud Abbas, afirmou nesta quarta-feira (13) durante a Cúpula da Organização para a Cooperação Islâmica (OCI) que os Estados Unidos não estão mais aptos para mediar os conflitos no Oriente Médio.


Sputnik

A declaração marca uma mudança radical na política externa palestina após décadas buscando proximidade com Washington.


Mahmud Abbas em junho de 2016
Presidente da Palestina, Mahmoud Abbas © AFP 2017/ Thierry Charlier

A Cúpula OCI reúne 48 países em Istambul, na Turquia, para organizar uma resposta conjunta à decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de reconhecer Jerusalém como capital de Israel.

O líder palestino afirmou que a medida de Trump é um "crime" que atrapalha as negociações de paz.

"Os Estados Unidos escolheram perder sua qualificação como mediador… Não vamos mais aceitar que tenha um papel no processo político", disse Abbas, sugerindo que a mediação deve ser feita pela Organização das Nações Unidas (ONU).

A declaração final da OCI classificou a decisão de Trump como "nula e sem efeito" e pediu sua reconsideração já que ela pode "desencadear o caos na região". O documento também reconheceu Jerusalém Oriental como capital da Palestina.

No discurso de abertura da OCI, o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, chamou Israel de "Estado terrorista".


Comentários

Postagens mais visitadas