Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil simula resgate de civis em área de conflito ou desastre natural (VÍDEO)

A Marinha do Brasil realizou entre os dias 6 e 14 de novembro a Operação Atlântico, na praia de Itaoca, no Espírito Santo. A simulação deste ano treinou os oficiais para casos em que houvesse resgate de civis em uma área de conflito armado ou que foram alvos de desastres naturais.
Sputnik

Era por volta de 5h40 do dia 10 de novembro, um sábado, ainda estava amanhecendo, quando o Almirante Paulo Martinho Zucaro, Comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra, olhou e disse para a reportagem da Sputnik Brasil: "É guerra".


A declaração foi dada para explicar os motivos de se realizar um treinamento deste porte mesmo em condições extremamente desfavoráveis. A chuva era forte, as ondas na beira da praia atingiam 1,5 metros e os ventos chegaram a 20 km/h. O nível de dificuldade preocupava o alto comando, mas não foi um problema para os fuzileiros e marinheiros.

Antes do amanhecer, sete Carros Lagarta Anfíbios (CLAnf) chegaram à praia e deram início ao desembarque. Após eles chegarem foi…

Exército e forças apoiadas pelo Irã avançam sobre rebeldes na fronteira com Israel

As forças do Exército sírio e as milícias apoiadas pelo Irã entraram no último enclave nas mãos de rebeldes perto de uma fronteira com Israel e Líbano, em um show da influência de Teerã no país devastado pela guerra.


Sputnik

O Exército e as forças xiitas foram auxiliados por milícias drusas na área avançadas a leste e ao sul de Beit Jinn, nas mãos dos rebeldes sunitas, apoiados por bombardeios aéreos e escudos de artilharia, disseram os rebeldes.


Exército sírio avança em Deir ez-Zor
Exército sírio © Foto: Press Service of the President of Syria

O Exército sírio informou que cercou a aldeia de Mughr al Meer, nas encostas do monte Hermon, enquanto as tropas estavam se movendo em direção a Beit Jinn, em meio a confrontos. Na segunda-feira, o Exército disse que cortaram as linhas de abastecimento dos insurgentes e fizeram mais progressos.

O enclave é a última fortaleza rebelde no sul de Damasco conhecida como Guta ocidental, que desde o ano passado estava sob controle do governo depois de meses de bombardeios em áreas civis e anos de cerco que forçou os rebeldes a se renderem.

Uma fonte de inteligência ocidental confirmou relatos de rebeldes dizendo que as milícias locais apoiadas pelo Irã, juntamente com os comandantes do Hezbollah, estavam assumindo um papel importante nas batalhas em curso.

Teerã tem pressionado por estabelecer uma presença estratégica ao longo da fronteira israelense nas Colinas de Golan, disse a fonte.

Rebeldes disseram que repeliram várias tentativas de quebrar suas defesas e negar os relatos de que estavam prestes a se render.

"As milícias apoiadas pelo Irã estão tentando consolidar sua esfera de influência do sudoeste de Damasco para a fronteira israelense", disse Suhaib al-Ruhail, um dos líderes do grupo rebelde Liwa al Furqan, que atua na área.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas