Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

No decorrer da operação Ramo de Oliveira será criada zona de segurança na Síria

O primeiro-ministro turco Binali Yildirim anunciou a criação, durante a operação militar turca na província síria de Afrin, de uma faixa de segurança de 30 quilômetros.
Sputnik

O premiê, citado pela emissora Haberturk, adiantou também que a operação seria efetuada em quatro etapas.


"A operação vai decorrer em 4 etapas com o objetivo de criar uma faixa de segurança de 30 quilômetros, que será limpa de terroristas", disse o político, citado pela emissora NTV.

Yildirim adiantou que até agora não há mortos ou feridos entre o contingente turco que realiza a operação.

Mais cedo, o Estado-Maior da Turquia anunciou o início da operação "Ramo de Oliveira" contra os grupos curdos na província síria de Afrin, que começou precisamente às 14h00 locais (12h00 no horário de Brasília). De acordo com a entidade militar, a operação conta com a participação de 72 aviões, enquanto 108 dos 113 alvos planejados já foram eliminados. Há poucos dias, o premiê turco, Binali Yildirim, havia avanç…

Força Aérea Israelense ataca as posições do Hamas na Faixa de Gaza

A Força Aérea de Israel realizou um ataque contra as posições dos combatentes do Hamas na Faixa de Gaza, em retaliação aos mísseis lançados por palestinos na sexta-feira, informou a assessoria de imprensa do Exército de Israel.


Sputnik

O exército de Israel também declarou considerar o ataque palestino de sexta-feira uma tentativa do Irã de desestabilizar a situação na região.


Caça F-35 da Força Aérea de Israel
F-35 Lightning II da Força Aérea de Israel © AP Photo/ Ariel Schalit

"Em resposta ao ataque de mísseis de ontem contra Sha'ar HaNegev e Sdot Negev, no sul de Israel, hoje à noite os caças da Força Aérea de Israel realizou um ataque contra um ponto de observação da organização terrorista Hamas no sul da Faixa de Gaza", informou a nota do exército divulgada na noite deste sábado.

A assessoria de imprensa do Exército de Israel destacou que o ataque palestino de sexta-feira "prova que o Irã está buscando desestabilizar a situação" na região.

"O sério incidente desta sexta-feira prova mais uma vez que o Irã, através de organizações radicais e terroristas busca desestabilizar a situação, colocando em risco as vidas da população da Faixa de Gaza, o que pode provocar mais um episódio de escalação, após diversos anos de paz", afirma o comunicado.


Postar um comentário