Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump diz que 'certamente' entraria em guerra com o Irã, mas 'não agora'

O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou que consideraria uma ação militar contra o Irã para impedir que a República Islâmica consiga armas nucleares. A briga entre Teerã e Washington aumentou depois que os EUA acusaram o Irã de atacar dois petroleiros.
Sputnik

"Eu certamente vou considerar as armas nucleares", disse Trump à revista Time na terça-feira, quando perguntado sobre o que poderia levá-lo a declarar guerra ao Irã. "E eu manteria o outro um ponto de interrogação".

A reportagem não especificou se o presidente elaborou o cenário de lançar um conflito armado de pleno direito com a República Islâmica sobre seu programa nuclear. Quando um repórter perguntou a Trump se ele estava considerando uma ação militar contra o Irã agora, ele respondeu: "Eu não diria isso. Eu não posso dizer isso".

Seus comentários foram feitos um dia depois de o Pentágono ter enviado 1.000 soldados extras para o Oriente Médio "para fins defensivos".

Os Estados Unidos cu…

Força Aérea Israelense ataca as posições do Hamas na Faixa de Gaza

A Força Aérea de Israel realizou um ataque contra as posições dos combatentes do Hamas na Faixa de Gaza, em retaliação aos mísseis lançados por palestinos na sexta-feira, informou a assessoria de imprensa do Exército de Israel.


Sputnik

O exército de Israel também declarou considerar o ataque palestino de sexta-feira uma tentativa do Irã de desestabilizar a situação na região.


Caça F-35 da Força Aérea de Israel
F-35 Lightning II da Força Aérea de Israel © AP Photo/ Ariel Schalit

"Em resposta ao ataque de mísseis de ontem contra Sha'ar HaNegev e Sdot Negev, no sul de Israel, hoje à noite os caças da Força Aérea de Israel realizou um ataque contra um ponto de observação da organização terrorista Hamas no sul da Faixa de Gaza", informou a nota do exército divulgada na noite deste sábado.

A assessoria de imprensa do Exército de Israel destacou que o ataque palestino de sexta-feira "prova que o Irã está buscando desestabilizar a situação" na região.

"O sério incidente desta sexta-feira prova mais uma vez que o Irã, através de organizações radicais e terroristas busca desestabilizar a situação, colocando em risco as vidas da população da Faixa de Gaza, o que pode provocar mais um episódio de escalação, após diversos anos de paz", afirma o comunicado.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas