Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

General brasileiro em forças dos EUA atrapalha laços com Moscou e Pequim, diz especialista

A decisão do Brasil de enviar um oficial para integrar as Forças Armadas dos Estados Unidos deve atrapalhar as relações do país com importantes aliados, como China e Rússia. A avaliação é do especialista em Relações Internacionais Paulo Velasco, que conversou nesta segunda-feira com a Sputnik sobre esse polêmico assunto.
Sputnik

Na última semana, se tornou pública no Brasil a notícia de que o país indicará, até o final do ano, um general para assumir um posto no Comando Sul (SouthCom) dos EUA, que cobre América Central, Caribe e América do Sul, provocando controvérsias.


De acordo com o comandante responsável, o almirante Craig Faller, os interesses norte-americanos na região seriam ameaçados por Rússia, China, Irã, Venezuela, Cuba e Nicarágua, países com os quais o Brasil poderá ter relações prejudicadas por conta dessa situação, conforme acredita Velasco, professor adjunto de Política Internacional do Departamento de Relações Internacionais da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (U…

Iraque anuncia vitória completa sobre o Daesh

No sábado (9), o primeiro-ministro do Iraque, Haider al-Abadi, anunciou a vitória completa sobre o grupo terrorista Daesh no território do seu país.


Sputnik

"Nossas Forças Armadas estabeleceram o controle total sobre a fronteira sírio-iraquiana e, por isso, anunciamos o fim da guerra contra o Daesh", declarou al-Abadi no âmbito de uma coletiva de imprensa.


Exército iraquiano nos arredores de Mossul
Tropas iraquianas em Mossul © Sputnik/ Hikmet Durgun

Ao mesmo tempo, o político iraquiano destacou que as forças governamentais do país também conseguiram retomar o controle sobre a fronteira com a Síria.

Além disso, o alto responsável político iraquiano sublinhou que o inimigo (Daesh) tinha surgido com objetivo de destruir a civilização. Não obstante, o Iraque "o venceu graças à sua unidade e determinação", derrotando os terroristas "em um prazo curto".

O grupo terrorista Daesh ocupou uma grande parte do Iraque em 2014, inclusive a segunda maior cidade do país — Mossul.

Em 2017, depois de uma ofensiva militar em grande escala, Mossul foi libertada, logo depois foram concluídas as operações militares em outros bastiões dos terroristas no país.

Na quinta-feira (7), o Estado-Maior das Forças Armadas da Rússia tinha anunciado sobre a derrota completa dos terroristas do Daesh no território sírio.

Após a derrota do Daesh, os militares russos se concentrarão em observar o cumprimento do cessar-fogo.


Comentários

Postagens mais visitadas