Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Erdogan diz que Turquia continuará operação na Síria, pactuada com Moscou

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, afirmou nesta segunda-feira que seu país não interromperá sua operação militar lançada no sábado contra as milícias curdas aliadas dos Estados Unidos no norte da Síria e insistiu que esta operação está pactuada com a Rússia.
EFE

"Não vamos retroceder em Afrin. Falamos com os russos e há consenso", disse o político islamita em relação à região do norte da Síria nas mãos das milícias curdas Unidades de Proteção do Povo (YPG), que Ancara considera terroristas e aliadas da guerrilha curda da Turquia, o PKK.


Erdogan voltou a acusar os EUA de armar e apoiar as YPG, aliadas de Washington contra o grupo jihadista Estado Islâmico.

"Não são honestos conosco. Continuaremos o nosso caminho no marco das conversações que mantemos com a Rússia", apontou.

"Queríamos comprar armas (com os EUA). Não nos deram e entregaram as mesmas armas a organizações terroristas. Que tipo de aliança estratégica é essa?", afirmou o presidente da T…

Israel bombardeia posições do Hamas na Faixa de Gaza após interceptar mísseis (VIDEO)

Israel diz que reagiu contra os disparos de foguetes procedentes do território palestino, na fronteira com o Egito.


Por G1

A Força Aérea israelense bombardeou alvos do Hamas, movimento islâmico com atuação política e um braço armado na Faixa de Gaza, nesta quarta-feira (13). A ação foi uma represália contra os disparos de foguetes procedentes do território palestino, na fronteira com o Egito.

Palestino em frente à casa atingida por bombardeiro israelense próximo a um território do Hamas na quarta-feira (13) (Foto: Ibraheem Abu Mustafa/ Reuters)
Palestino em frente à casa atingida por bombardeiro israelense próximo a um território do Hamas na quarta-feira (13) (Foto: Ibraheem Abu Mustafa/ Reuters)

Os foguetes israeleses teriam atingido três instalações militares que "serviam como campo de treinamento e como depósito de armas" do Hamas na região, informou uma nota do exército de Israel, de acordo com a agência France Presse. "Esses bombardeios foram em represália aos foguetes disparados da Faixa de Gaza na quarta à noite".

Segundo o jornal "Hareetz", o Hamas disparou três mísseis em direção à Israel, que conseguiu interceptar dois deles. O outro acabou caindo em uma área aberta no sul do país. Um homem teria ficado ferido ao procurar abrigo. O periódico divulgou um tuíte com o vídeo que mostraria o momento da interceptação dos mísseis: https://twitter.com/sagicom1/status/941016090020384774

Na terça-feira (12), um ataque israelense com drones matou duas pessoas, causou sérios danos em uma instalação naval e em uma base militar perto do campo de refugiados de Shati, no norte da Faixa de Gaza, indicou uma autoridade palestina. Israel nega envolvimento com a ação, de acordo com o jornal “Haaretz”.

Desde 6 de dezembro, quando o presidente americano, Donald Trump, reconheceu Jerusalém como capital de Israel, houve 14 lançamentos de foguetes da Faixa de Gaza, indicou a rádio pública israelense.

Liga Árabe

Na quarta-feira, líderes de países pediram que Jerusalém Oriental seja reconhecida como capital do futuro estado da Palestina, segundo a France Presse. Essa foi a primeira reação em conjunto dos países árabes após a decisão de Trump declarar Jerusalém como capital de Israel.

No rascunho da declaração, divulgado pela Reuters, os líderes de mais de 50 países muçulmanos, convidam "todos os países a reconhecer o Estado da Palestina e Jerusalém Oriental como sua capital ocupada". Eles ainda consideram que a decisão de Washington mostra que os EUA abrem mão do seu papel de apoiador da paz no Oriente Médio.

Postar um comentário