Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa russa: avião Il-20 foi derrubado por mísseis sírios S-200

De acordo com o ministério russo, o sistema de defesa aérea sírio tentava atacar um avião de Israel. No entanto, a tripulação israelense fez uma manobra especial para se proteger, e o míssil acabou atingindo acidentalmente o avião russo Il-20.
Sputnik

O avião Il-20 desapareceu dos radares em 17 de setembro, por volta das 23h do horário de Moscou, (17h em Brasília) durante o retorno planejado à base aérea de Hmeymim, acima do território do mar Mediterrâneo, a 35 quilômetros da costa da Síria, informou o comunicado do Ministério da Defesa da Rússia. O represente oficial da Defesa russa, Igor Konashenkov sublinhou que os aviões israelenses "propositalmente criaram uma situação perigosa para navios e aviões nessa região".

Na opinião dele, para evitar o ataque sírio, a tripulação israelense acabou tornando o Ilyushin-20 alvo de ataque.

"Ao tentarem proteger-se com ajuda do avião russo, os pilotos israelenses o puseram debaixo de fogo do sistema de defesa antiaérea da Síria"…

Israel inicia exercícios militares entre Faixa de Gaza e Jordânia

Nesse domingo (24) começa um treinamento militar que se estenderá até quinta-feira (28) na região centro e sul de Israel, entre os dois territórios palestinos, comunicaram as Forças de Defesa de Israel (IDF).


Sputnik

Os exercícios serão realizados na região de Qiryat Gat, 30 quilômetros a oeste da cidade jordaniana de Hebrom, e na base militar de Tze'elim, 20 quilômetros a leste da Faixa de Gaza, próximo do deserto de Neguev.


Tanques israelenses perto da fronteira entre Israel e a Faixa de Gaza quando retornam do enclave costeiro palestino controlado pelo Hamas em 5 de agosto de 2014
Tanques israelenses na fronteira entre Israel e a Faixa de Gaza © AFP 2017/ THOMAS COEX

As manobras foram planejadas com antecedência e implicarão um aumento da presença militar nessas áreas, disse o porta-voz das IDF, citado pela agência Israel National News.

As manobras se realizam após os EUA terem reconhecido Jerusalém como capital de Israel, decisão que desencadeou a condenação por parte da comunidade internacional.

Logo depois desse anúncio pelo presidente dos EUA Donald Trump, que envolve a transferência da embaixada dos EUA de Tel Aviv para Jerusalém, teve lugar uma série de ataques com mísseis por parte das forças israelenses e do movimento palestino Hamas, em meio a uma nova escalada da violência na região.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas