Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Área militar do governo brasileiro demonstra desconforto com suspensão de investigação do caso Queiroz

Integrantes da área militar do governo demostraram desconforto com o pedido de suspensão da investigação para apurar movimentações financeiras de Fabricio Queiroz consideradas "atípicas" pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).
Por Gerson Camarotti | G1

A avaliação de auxiliares do presidente Jair Bolsonaro é que essa decisão tomada pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), só faz prolongar o desgaste provocado pelo caso.

O ministro Luiz Fux atendeu pedido do deputado estadual e senador eleito Flavio Bolsonaro (PSL-RJ), de quem Queiroz foi assessor. O Coaf apontou movimentação de R$ 1,2 milhão em uma conta bancária de Queiroz durante um ano sem que houvesse esclarecimento.

Para esses auxiliares, foi uma surpresa a solicitação feita por Flávio Bolsonaro para suspender as investigações.

“Ainda não há uma explicação convincente. Enquanto isso não acontecer, o desgaste desse caso vai continuar. Já está demorando demais”, comentou ao blog um auxilia…

Militar norte-americano explica ineficiência dos caças F-22 que operam na Síria

Devido à falta de dispositivos especiais nos caças norte-americanos F-22, os seus pilotos que operam nos céus da Síria são às vezes incapazes de acompanhar a atividade dos aviões russos, afirmou um militar norte-americano.


Sputnik

Os caças polivalentes de 5ª geração F-22 Raptor, da Força Aérea norte-americana, se revelam incapazes de monitorar eficazmente a atividade dos aviões da Força Aeroespacial russa na Síria, declarou o chefe da 95ª esquadrilha da Força Aérea dos EUA deslocada na base de Al Dhafra, nos Emirados Árabes Unidos. 


Caça F-22  da Força Aérea dos EUA
F-22 Raptor da USAF © AFP 2017/ USAF

Em uma entrevista ao jornal AviationWeek, o tenente-coronel, cujo nome não é citado, indicou que, em situações de aproximação de aeronaves russas, as tripulações da coalizão têm que identificá-las rapidamente.

Mas os F-22 não são dotados de sistemas óticos e de infravermelhos que permitam identificar as aeronaves à noite. O chefe da esquadrilha norte-americana disse ainda que os F-22 não possuem o sistema de ligação tática Link 16, que existe nos outros aviões norte-americanos. Assim, os pilotos dos F-22 são forçados a transmitir tudo o que veem por rádio.

O tenente-coronel reconheceu que qualquer situação de combate exige a reação mais rápida possível. Se referindo aos casos de aproximação de aviões da Força Aeroespacial russa, o chefe de esquadrilha dos EUA declarou que os pilotos norte-americanos têm tentado cooperar com os colegas russos através de um canal especial mas, na maioria dos casos, estes últimos não responderam.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas