Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil simula resgate de civis em área de conflito ou desastre natural (VÍDEO)

A Marinha do Brasil realizou entre os dias 6 e 14 de novembro a Operação Atlântico, na praia de Itaoca, no Espírito Santo. A simulação deste ano treinou os oficiais para casos em que houvesse resgate de civis em uma área de conflito armado ou que foram alvos de desastres naturais.
Sputnik

Era por volta de 5h40 do dia 10 de novembro, um sábado, ainda estava amanhecendo, quando o Almirante Paulo Martinho Zucaro, Comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra, olhou e disse para a reportagem da Sputnik Brasil: "É guerra".


A declaração foi dada para explicar os motivos de se realizar um treinamento deste porte mesmo em condições extremamente desfavoráveis. A chuva era forte, as ondas na beira da praia atingiam 1,5 metros e os ventos chegaram a 20 km/h. O nível de dificuldade preocupava o alto comando, mas não foi um problema para os fuzileiros e marinheiros.

Antes do amanhecer, sete Carros Lagarta Anfíbios (CLAnf) chegaram à praia e deram início ao desembarque. Após eles chegarem foi…

Novo MiG-41 russo será capaz de 'caçar' mísseis hipersônicos

O novo caça interceptor russo MiG-41 poderá neutralizar ataques de mísseis hipersônicos, tornando-se o avião mais rápido do mundo, afirmou o presidente do Comitê de Defesa e Segurança do Conselho da Federação (câmara alta do parlamento russo), Viktor Bondarev, ao canal russo Zvezda.


Sputnik

"Supõe-se que o MiG-41 vá ser o mais rápido caça do mundo e, além disso, invisível aos radares. Poderá resistir não apenas a ameaças convencionais de baixa manobrabilidade como mísseis de cruzeiro, bombardeiros, drones, mas também às de mísseis hipersônicos", sublinhou Victor Bondarev, citado pelo Zvezda.


Resultado de imagem para mig 41
Concepção artística do MiG-41.

De acordo com o ex-militar, o alcance deste avião variará entre 700 e 1.500 quilômetros. Engenheiros aeronáuticos russos planejam armá-los com mísseis R-37 da classe ar-ar e outros projéteis novos.

O senador assegurou que a Rússia receberá o novo interceptor antes de 2028, ano em que expirará o prazo de serviço do caça russo MiG-31. Atualmente, engenheiros estão realizando tarefas de investigação e desenvolvimento experimental do MiG-41.

"É muito cedo para falar do novo caça em serviço; o mais provável é que ele entre em ação depois de 2025", afirmou.

A corporação russa MiG está trabalhando no conceito de um novo interceptor de longo alcance e pode começar a construir o avião em 2018. Anteriormente, a Corporação de Aeronaves Unidas, da qual faz parte a MiG, anunciou que o início dos trabalhos depende da aprovação do novo programa estatal de armamento da Rússia.

Anteriormente, Ilya Tarasenko, diretor-geral da corporação MiG, declarou que o herdeiro do MiG-31, ou seja, o MiG-41, "será furtivo e capaz de operar no espaço".


Postar um comentário

Postagens mais visitadas