Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

General brasileiro em forças dos EUA atrapalha laços com Moscou e Pequim, diz especialista

A decisão do Brasil de enviar um oficial para integrar as Forças Armadas dos Estados Unidos deve atrapalhar as relações do país com importantes aliados, como China e Rússia. A avaliação é do especialista em Relações Internacionais Paulo Velasco, que conversou nesta segunda-feira com a Sputnik sobre esse polêmico assunto.
Sputnik

Na última semana, se tornou pública no Brasil a notícia de que o país indicará, até o final do ano, um general para assumir um posto no Comando Sul (SouthCom) dos EUA, que cobre América Central, Caribe e América do Sul, provocando controvérsias.


De acordo com o comandante responsável, o almirante Craig Faller, os interesses norte-americanos na região seriam ameaçados por Rússia, China, Irã, Venezuela, Cuba e Nicarágua, países com os quais o Brasil poderá ter relações prejudicadas por conta dessa situação, conforme acredita Velasco, professor adjunto de Política Internacional do Departamento de Relações Internacionais da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (U…

ONU: Coreia do Norte concorda com a necessidade de 'evitar uma guerra'

A Coreia do Norte concordou com a necessidade de "evitar uma guerra" informou AFP, citando o enviado especial da ONU.


Sputnik

Segundo a imprensa, a informação foi divulgada após uma rodada de negociações do do subsecretário-geral da ONU para Assuntos Políticos, Jeffrey Feltman, em Pyongyang.


Bandeira da Coreia do Norte
Bandeira da Coreia do Norte © Sputnik/ Ilia Pitalev

"Os interlocutores norte-coreanos concordaram com a importância de evitar uma guerra. O tema das discussões, que duraram mais de 15 horas, era a forma de realizar isso", explicou o diplomata.

Mais cedo, o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, declarou que a parte norte-americana está pronta para negociar com a Coreia do Norte "sem condições prévias" e a qualquer momento.

A imprensa da Coreia do Norte declarou nesta terça que os EUA perderam a batalha política para Pyongyang.


Comentários

Postagens mais visitadas