Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa russa: avião Il-20 foi derrubado por mísseis sírios S-200

De acordo com o ministério russo, o sistema de defesa aérea sírio tentava atacar um avião de Israel. No entanto, a tripulação israelense fez uma manobra especial para se proteger, e o míssil acabou atingindo acidentalmente o avião russo Il-20.
Sputnik

O avião Il-20 desapareceu dos radares em 17 de setembro, por volta das 23h do horário de Moscou, (17h em Brasília) durante o retorno planejado à base aérea de Hmeymim, acima do território do mar Mediterrâneo, a 35 quilômetros da costa da Síria, informou o comunicado do Ministério da Defesa da Rússia. O represente oficial da Defesa russa, Igor Konashenkov sublinhou que os aviões israelenses "propositalmente criaram uma situação perigosa para navios e aviões nessa região".

Na opinião dele, para evitar o ataque sírio, a tripulação israelense acabou tornando o Ilyushin-20 alvo de ataque.

"Ao tentarem proteger-se com ajuda do avião russo, os pilotos israelenses o puseram debaixo de fogo do sistema de defesa antiaérea da Síria"…

Parlamentar iraniano alerta sobre violência caso EUA transfiram embaixada para Jerusalém

A transferência da embaixada dos Estados Unidos para Jerusalém desencadeará a violência, alertou o presidente do parlamento iraniano, Ali Lariyani.


Sputnik

"As pessoas, os palestinos, não ficarão calados, haverá uma rebelião, uma guerra", afirmou Lariyani ao qualificar de "aventureira" a decisão do presidente norte-americano.


Protestos na Palestina contra decisão de Trump sobre Jerusalém
Protestos na Palestina contra a decisão de Donald Trump sobre Jerusalém © Sputnik/ Issam Al-Rimawi

O líder parlamentar iraniano fez esta declaração em Islamabad, em um fórum que contou com a participação de legisladores do Afeganistão, China, Irã, Paquistão, Rússia e Turquia.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump anunciou, no início de dezembro, a decisão de reconhecer Jerusalém como capital de Israel e colocar lá a embaixada norte-americana.

O Congresso dos EUA aprovou a transferência da embaixada de Tel Aviv para Jerusalém em 1995, mas, desde então, a Casa Branca foi decretando o adiamento da aplicação desta lei, por se tratar de um tema extremamente sensível para o mundo árabe e os adeptos do Islã.

A decisão de Trump foi condenada pela maioria dos países muçulmanos e gerou críticas de outros Estados e instituições internacionais que consideram agora qualquer perspectiva de paz no Oriente Médio menos viável.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas