Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia não considera Patriot como alternativa ao S-400, diz parlamentar turco

Washington está negociando com Ancara quanto à possibilidade de fornecimento dos sistemas de defesa antiaérea norte-americanos Patriot no lugar dos S-400 russos, escreveu a revista turca Sabah, citando a assessora do Secretário de Estado dos EUA em questões políticas, Tina Kaidanow.
Sputnik

Kaidanow relevou que o Departamento do Estado está negociando com a Turquia para "tentar dar a entender aos turcos o que se pode fazer em relação aos Patriot".

"Estamos preocupados que a compra dos sistemas russos de defesa antiaérea seja uma espécie de apoio para a Rússia que, pelo que vimos, não se comporta bem em várias partes do mundo, inclusive na Europa", afirmou a assessora, citada pela edição turca.

Um representante do Ministério das Relações Exteriores turco, que pediu anonimato, comentou à Sputnik Turquia sobre a situação quanto às compras dos S-400 por Ancara, bem como quanto ao diálogo com os EUA.
"A nossa postura em relação aos S-400 foi reiterada por diversas vezes…

Presidente da Coreia do Sul revela verdadeiro objetivo da sua visita à China

O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, disse que o objetivo principal da sua primeira visita oficial à China, que começa em 13 de dezembro, é recuperar a confiança entre os dois países.


Sputnik

Durante a sua estadia na China,de 13 a 16 de dezembro, Moon vai reunir-se com o presidente chinês, Xi Jinping, com quem se encontrou na cúpula do G20 em julho passado e no Fórum APEC em novembro.


Moon Jae-in, presidente da Coreia do Sul na cúpula da ASEAN, 13 de novembro, 2017
Moon Jae-in, presidente da Coreia do Sul © REUTERS/ Noel Celis

"Será o meu terceiro encontro com o presidente Xi, mas a minha primeira visita à China. O objetivo principal e o foco desta visita será o restabelecimento da confiança entre a Coreia do Sul e a China", declarou Moon em uma entrevista ao canal de televisão CCTV.

As relações entre os dois países se deterioraram depois de Seul ter decidido instalar no território sul-coreano o sistema norte-americano de defesa antimíssil THAAD (Defesa Terminal de Área de Alta Altitude, na sigla em inglês).

Tanto Seul como Washington afirmaram várias vezes que o THAAD somente pretende fazer contrapeso à ameaça norte-coreana, mas Pequim e Moscou suspeitam que, de fato, os EUA procuram aumentar a sua presença na zona e monitorar as suas defesas.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas