Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin passa para Trump a responsabilidade de resolver conflito na Síria

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, passou a bola para que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, seja o responsável por resolver o conflito na Síria.
EFE

Helsinque - Em entrevista coletiva conjunta realizada nesta segunda-feira, em Helsinque, após a primeira cúpula entre os dois líderes, Putin também deu para Trump uma bola oficial da Copa do Mundo.

"No que se refere ao fato de a bola da Síria estar no nosso telhado, senhor presidente, o senhor acaba de dizer que organizamos com sucesso o Mundial de Futebol. Portanto, quero agora entregar esta bola. Agora, a bola está do seu lado", disse Putin.

O presidente russo fazia uma referência a uma frase do secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, que havia afirmado que a bola para resolver o conflito na Síria estava no telhado do Kremlin.

Trump agradeceu pelo presente e disse estar confiante de que EUA, México e Canadá organizarão em 2026 uma Copa do Mundo tão bem-sucedida como a da Rússia.

Na sequência, o presidente americ…

Presidente da Guatemala anuncia mudança de embaixada para Jerusalém

Decisão segue anúncio dos EUA de reconhecer cidade como capital israelense. Presidente Jimmy Morales afirmou que Israel é 'aliado da Guatemala e é preciso apoiá-lo'.


EFE

O presidente da Guatemala, Jimmy Morales, anunciou neste domingo (24) a decisão de transferir a embaixada do país em Israel, que estava em Tel Aviv, para Jerusalém.

O presidente da Guatemala, Jimmy Morales, durante sessão do Sistema de Integração da América Central, em Veracruz, no Panamá, em 14 de dezembro (Foto: AP Photo/Arnulfo Franco)
O presidente da Guatemala, Jimmy Morales, durante sessão do Sistema de Integração da América Central, em Veracruz, no Panamá, em 14 de dezembro (Foto: AP Photo/Arnulfo Franco)

O anúncio vem pouco dias após o país ter se aliado com os Estados Unidos e outras nações para reconhecer Jerusalém como capital do Estado de Israel.

"Querido povo da Guatemala, hoje conversei com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu. Falamos das excelentes relações que tivemos como nações desde que a Guatemala apoiou a criação do Estado de Israel", expressou o governante nas redes sociais.

Morales destacou que um dos assuntos de maior relevância "foi o retorno da Embaixada da Guatemala para Jerusalém". "Dei instruções à Chanceler para que inicie as respectivas coordenadas para que assim seja", diz o governante no texto.

Há dois dias, Morales afirmou que o reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel é "o caminho correto" e que esse país é um "aliado da Guatemala e é preciso apoiá-lo".

"Estamos com total certeza de que é o caminho correto", afirmou, embora apenas nove países tenham votado com esta intenção nas Nações Unidas.

Guatemala, Honduras, Ilhas Marshall, Micronésia, Nauru, Palau e Togo se alinharam a Estados Unidos e Israel para reconhecer Jerusalém como capital israelense.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas