Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

No decorrer da operação Ramo de Oliveira será criada zona de segurança na Síria

O primeiro-ministro turco Binali Yildirim anunciou a criação, durante a operação militar turca na província síria de Afrin, de uma faixa de segurança de 30 quilômetros.
Sputnik

O premiê, citado pela emissora Haberturk, adiantou também que a operação seria efetuada em quatro etapas.


"A operação vai decorrer em 4 etapas com o objetivo de criar uma faixa de segurança de 30 quilômetros, que será limpa de terroristas", disse o político, citado pela emissora NTV.

Yildirim adiantou que até agora não há mortos ou feridos entre o contingente turco que realiza a operação.

Mais cedo, o Estado-Maior da Turquia anunciou o início da operação "Ramo de Oliveira" contra os grupos curdos na província síria de Afrin, que começou precisamente às 14h00 locais (12h00 no horário de Brasília). De acordo com a entidade militar, a operação conta com a participação de 72 aviões, enquanto 108 dos 113 alvos planejados já foram eliminados. Há poucos dias, o premiê turco, Binali Yildirim, havia avanç…

Presidente da Sérvia explica por que seu país não deseja fazer parte da OTAN

A Sérvia vai defender sua soberania sozinha, sem aderir a alianças militares, inclusive à OTAN, devido à história "complexa" das relações entre Belgrado e a Aliança, afirmou o presidente sérvio, Aleksandar Vucic.


Sputnik

"A Sérvia continua sendo o único país que deseja ter seu próprio exército e proteger a soberania; não desejamos participar de nenhuma aliança militar", afirmou ele durante palestra no Instituto Estatal de Relações Internacionais de Moscou.


Homem acena com uma bandeira contra a OTAN e União Europeia em Belgrado, Sérvia, 27 de março de 2016
Homem acena com uma bandeira conta a OTAN e a União Europeia em Belgrado, Sérvia © AFP 2017/ Alexa Stankovic

O líder sérvio acrescentou ter frisado inúmeras vezes nas cúpulas da OTAN que seu país não deseja fazer parte da Aliança Atlântica.

"A Sérvia não fará parte da OTAN. A Assembleia Nacional [parlamento sérvio] decidiu neutralidade militar, queremos defender nosso céu e nosso país por conta própria, trata-se de uma decisão de nosso povo", assinalou o presidente.

"Os eventos históricos, relacionados à OTAN, são pesados demais para fazer com que pensemos em aderir à Aliança Atlântica", acrescentou.

Aleksandar Vucic frisou que declara isso não somente em Moscou, mas em Washington também, e para ele, a Aliança entende sua mensagem.


Postar um comentário