Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha da Argentina fala sobre localização do submarino ARA San Juan

Embarcação desaparecida há 1 ano foi localizada neste sábado a 907 metros de profundidade. Ainda não há previsão de início dos trabalhos de resgate. 'Não temos meios para resgatar o submarino', diz ministro.
Por G1

A Marinha da Argentina informou neste sábado (17) que o submarino ARA San Juan, que sumiu há 1 ano com 44 tripulantes, foi encontrado a 907 metros de profundidade em uma área de "visibilidade bastante reduzida", e que a embarcação sofreu uma "implosão" no fundo das águas do Oceano Atlântico.

Segundo Enrique Balbi, porta-voz da Marinha, a proa, a popa e a vela se desprenderam do submarino e estão localizadas em uma área de 80 a 100 metros. “Isso sugere que a implosão tenha ocorrido muito perto do fundo”, disse.

Segundo a Marinha, as imagens mostram que o casco do submarino permaneceu bastante intacto, apenas com algumas deformações, e que todas as outras partes se desprenderam. A implosão teria ocorrido em razão da pressão externa do mar ter superado …

Presidente iraniano: EUA nunca serão mediador honesto no Médio Oriente

O presidente do Irã, Hassan Rouhani, disse que a decisão dos EUA sobre o reconhecimento de Jerusalém como capital israelense demonstra desrespeito para com os palestinos e prova que os EUA não podem ser um mediador honesto no processo de paz no Médio Oriente.


Sputnik

"A decisão recente da administração norte-americana deu para entender que os EUA estão tentando garantir os interesses dos sionistas e não têm nenhum respeito pelos direitos legítimos dos palestinos. Os EUA nunca foram e nunca serão um mediador honesto", escreveu Rouhani no seu Twitter.


Presidente iraniano, Hassan Rouhani, falando durante uma reunião com os ministros em Teerã, Irã, 11 de outubro de 2017
Presidente do Irã, Hassan Rouhani © AP Photo/ Sem credencial

Na semana passada, o presidente norte-americano, Donald Trump, reconheceu Jerusalém como capital israelense e assinalou o documento para a transferência da embaixada dos EUA de Tel Aviv a Jerusalém. A decisão foi recebida positivamente por Israel e causou reação negativa por parte de muitos países, em especial dos países do Médio Oriente e Palestina.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas