Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Erdogan diz que Turquia continuará operação na Síria, pactuada com Moscou

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, afirmou nesta segunda-feira que seu país não interromperá sua operação militar lançada no sábado contra as milícias curdas aliadas dos Estados Unidos no norte da Síria e insistiu que esta operação está pactuada com a Rússia.
EFE

"Não vamos retroceder em Afrin. Falamos com os russos e há consenso", disse o político islamita em relação à região do norte da Síria nas mãos das milícias curdas Unidades de Proteção do Povo (YPG), que Ancara considera terroristas e aliadas da guerrilha curda da Turquia, o PKK.


Erdogan voltou a acusar os EUA de armar e apoiar as YPG, aliadas de Washington contra o grupo jihadista Estado Islâmico.

"Não são honestos conosco. Continuaremos o nosso caminho no marco das conversações que mantemos com a Rússia", apontou.

"Queríamos comprar armas (com os EUA). Não nos deram e entregaram as mesmas armas a organizações terroristas. Que tipo de aliança estratégica é essa?", afirmou o presidente da T…

Putin ordena retirada de tropas russas da Síria

O presidente russo, Vladimir Putin, que, na segunda-feira (11), desembarcou na base aérea russa em Hmeymim, na Síria, ordenou o início de retirada das tropas russas da Síria.


Sputnik

No discurso perante os militares, Putin disse: "Ordeno ao ministro da Defesa, chefe do Estado-Maior General, que comece a retirada das tropas russas para seus pontos de posicionamento permanente."


Caças russos Su-25 decolando da base aérea em Hmeymim, Síria (foto de arquivo)
Sukhoi Su-25 russos na Síria © Sputnik/ Dmitry Vinogradov

Segundo Vladimir Putin, os militares russos estão regressando à Pátria vitoriosamente. O presidente acrescentou que se os terroristas "voltarem a levantar a cabeça, atacaremos de uma forma nunca antes vista por eles".

Ele salientou que Moscou nunca se esquecerá das vítimas da luta contra o terrorismo na Síria e na Rússia.

De acordo com o presidente, os militares russos cumpriram sua tarefa brilhantemente, mostraram coragem, heroísmo e determinação e regressam aos seus familiares com vitória. "A Pátria está à espera de vocês, meus amigos. Boa viagem. Agradeço pelo seu serviço", disse o líder russo.

Em Hmeymim, Putin foi recebido pelo presidente sírio Bashar Assad, pelo ministro da Defesa da Rússia, Sergei Shoigu e pelo comandante das tropas russas na Síria, Sergei Surovikin.

Em março de 2016, o presidente russo decidiu retirar grande parte das tropas da Força Aeroespacial da Rússia após cumprimento de todas as missões.

Vale destacar que Rússia cumpriu também suas promessas de fornecimento de armamentos e equipamentos militares ao governo sírio, bem como de treinar militares do país em crise. A base aérea em Hmeymim e o ponto de manutenção técnica e material da Marinha russa em Tartus continuarão funcionando. Além disso, a Síria conta com o Centro de reconciliação russo em seu território.

A Rússia deu início à missão antiterrorista na Síria em setembro de 2015.


Postar um comentário