Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Erdogan diz que Turquia continuará operação na Síria, pactuada com Moscou

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, afirmou nesta segunda-feira que seu país não interromperá sua operação militar lançada no sábado contra as milícias curdas aliadas dos Estados Unidos no norte da Síria e insistiu que esta operação está pactuada com a Rússia.
EFE

"Não vamos retroceder em Afrin. Falamos com os russos e há consenso", disse o político islamita em relação à região do norte da Síria nas mãos das milícias curdas Unidades de Proteção do Povo (YPG), que Ancara considera terroristas e aliadas da guerrilha curda da Turquia, o PKK.


Erdogan voltou a acusar os EUA de armar e apoiar as YPG, aliadas de Washington contra o grupo jihadista Estado Islâmico.

"Não são honestos conosco. Continuaremos o nosso caminho no marco das conversações que mantemos com a Rússia", apontou.

"Queríamos comprar armas (com os EUA). Não nos deram e entregaram as mesmas armas a organizações terroristas. Que tipo de aliança estratégica é essa?", afirmou o presidente da T…

Putin: Rússia não procura confrontos com outras potências

O presidente da Rússia Vladimir Putin declarou que Moscou não procura confrontos com outras potências, a força da Rússia se destina à defesa contra as ameaças externas.


Sputnik

"A nossa força se destina à defesa contra as ameaças externas e o terrorismo. Não procuramos e não procuraremos confrontos com ninguém, continuaremos uma política externa aberta e honesta", disse o presidente durante seu discurso no congresso do partido Rússia Unida.


.Presidente da Rússia Vladimir Putin no congresso do partido Rússia Unida, 23 de dezembro de 2017
Vladimir Putin © Sputnik/ Grigory Sysoyev

Putin afirmou também que a Rússia continuará avançando de vitória em vitória e que não existe uma força que possa parar esse avanço do país.

"Sem dúvidas, não existe uma força que possa parar este avanço da Rússia, vamos avançar de vitória em vitória", sublinhou ele.

O presidente declarou também que a Rússia está pronta para cooperar com todos os países com base nos princípios de igualdade e confiança mútua, mas não vai sacrificar a segurança dos seus cidadãos e os interesses nacionais.

"Continuaremos fortalecendo com os nossos parceiros a União Econômica Eurasiática, promovendo a nossa iniciativa de criação de uma nova integração alargada – a grande parceria euroasiática. Estamos prontos para trabalhar com todos os países, tanto do Ocidente, como do Oriente, sob princípios de igualdade e confiança mútua, mas nunca sacrificaremos a segurança dos nossos cidadãos e os interesses nacionais do nosso povo", disse ele.

O partido Rússia Unida declarou recentemente que apoia a candidatura de Vladimir Putin às próximas eleições presidenciais depois de ele ter anunciado sua intenção em concorrer como candidato independente.


Postar um comentário