Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Mais 2 palestinos morrem após ataque israelense na Faixa de Gaza

Total de mortos chega a 4 após Israel atacar a Faixa de Gaza e atingir militantes do Hamas; confrontos começaram após Donald Trump reconhecer Jerusalém como capital israelense.
Por G1

Mais dois palestinos morreram neste sábado (9) em um ataque aéreo israelense na Faixa de Gaza contra alvos do movimento palestino Hamas. A Defesa de Israel disse que o bombardeio foi uma resposta a um foguete lançado pelo Hamas na sexta-feira. Os confrontos começaram após o presidente norte-americano, Donald Trump, reconhecer Jerusalém como a capital israelense nesta semana.

"Na manhã de sábado, equipes de resgate encontraram os corpos de dois palestinos que morreram em ataques aéreos israelenses na noite passada no norte da Faixa de Gaza", disse o porta-voz Ashraf Al Qedra.

Com essas duas mortes, subiu para quatro o número de palestinos mortos desde a última sexta-feira (8). Já são mais de 300 feridos desde que o grupo islâmico voltou a atacar Israel, após a decisão do governo americano, tomada na…

Senador russo: treinamento das marinhas dos EUA e Ucrânia no mar Negro é uma provocação

O treinamento conjunto da Marinha da Ucrânia com o destróier USS James Williams, da Marinha dos Estados Unidos, no mar Negro é uma provocação, disse à Sputnik o vice-chefe da Comissão de Defesa e Segurança do Conselho da Federação da Rússia, Franz Klintsevich.


Sputnik

Em 2 de dezembro, a Marinha da Ucrânia realizou um treinamento conjunto com o destróier da Marinha norte-americana USS James Williams no mar Negro. Segundo a Marinha da Ucrânia, o objetivo da manobra foi treinar ações conjuntas com os navios dos países aliados de acordo com os padrões da OTAN, aumentar a compatibilidade e reforçar a cooperação.


O destróier USS James Williams (DDG-95) da Marinha dos EUA
CC BY 2.0 / Marinha dos EUA / USS James E. Williams transits the Norwegian Sea

"Opomo-nos veementemente [a esse treinamento]. Isso é uma provocação que a Rússia considera como um ato hostil por parte dos EUA", disse Klintsevich.

Ele acrescentou que um treinamento desse tipo viola todos os acordos com os EUA.

"Isso é uma provocação porque assim os EUA estão escolhendo como parceiro uma liderança ucraniana absolutamente irresponsável, culpada pela guerra e limpeza étnica no leste do país", acrescentou ele.

De acordo com o senador russo, esses "jogos" terão consequências graves.

Anteriormente, o vice-presidente do Comitê de Defesa da Duma de Estado russa, Yuri Shvytkin, disse que as ações dos EUA no mar Negro são inaceitáveis. O treinamento entre a Ucrânia e EUA provoca uma nova espiral da escalada das tensões na região, afirmou o político.


Postar um comentário