Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

China convoca embaixador dos EUA após sanção por compra de jatos russos

O Ministério de Relações Exteriores da China convocou neste sábado o embaixador dos EUA em Pequim para protestar contra a decisão de Washington de sancionar uma agência militar chinesa e seu diretor após a compra de caças russos e de avançado sistema de mísseis terra-ar.
Reuters

O vice-ministro das Relações Exteriores chinês, Zheng Zeguang, convocou o embaixador Terry Branstad para apresentar “representações severas” e protestar contra as sanções, disse a pasta.

Mais cedo, o porta-voz do Ministério da Defesa chinês, Wu Qian, disse que a decisão da China de comprar caças e sistemas russos foi um ato normal de cooperação entre países soberanos, e que os Estados Unidos “não tinham o direito de interferir”.

Na quinta-feira, o Departamento de Estado dos EUA impôs sanções ao Departamento de Desenvolvimento de Equipamentos da China (EED, na sigla em inglês) depois que o órgão se envolveu em “transações significativas” com a Rosoboronexport, principal exportadora de armas da Rússia.

As sanções est…

Sob ameaças de Pyongyang, Pentágono planeja instalar novos escudos antimísseis nos EUA

Com as constantes ameaças da Coreia do Norte, o Pentágono está planejando a instalação de escudos antimísseis para proteger os Estados Unidos contra um possível ataque de armas nucleares.


Sputnik

As instalações provavelmente incluirão a implantação da rede de escudos antimísseis da Defesa Terminal de Área de Alta Altitude (THAAD), o mais preciso sistema de defesa existente no EUA.


Sistema da defesa antimíssil THAAD
CC BY 2.0 / U.S. Missile Defense Agency / THAAD

O membro do Comitê de Serviços Armados da Câmara dos Estados Unidos e presidente do Subcomitê de Forças Estratégicas, Mike Rogers declarou que a Agência de Defesa de Mísseis dos EUA (MDA) estava buscando locais adicionais de defesa antimíssil nas regiões costeiras do oeste dos EUA, embora não haja nenhuma solução no orçamento de defesa do Pentágono de 2018 detalhando o movimento.

"É apenas uma questão de localização e a MDA faz uma recomendação sobre qual área atende aos seus critérios", afirmou Rogers, acrescentando que os estudos incluirão "o impacto ambiental" nos habitats litorais sensíveis à instalação de um sistema de alta tecnologia e um arsenal de defesa tecnológico.

O vice-diretor da MDA, o Contra-almirante Jon Hill, porém, negou as novas instalações antimísseis no Oceano Pacífico, afirmando sem rodeios: "A Agência de Defesa de Mísseis não recebeu nenhuma tarefa na Costa Oest".

Rogers, no entanto, não detalhou quais locais estavam sendo considerados, embora sugerisse que várias áreas costeiras nos EUA estavam "competindo" para ter instalações de defesa alojadas em seus distritos.

A Lockheed Martin, que fabrica e vende as armas THAAD, emitiu um comunicado à imprensa potenciais compras de seu produto para uso na costa dos EUA, mas não abordou uma instalação específica. Um representante da empresa afirmou que a corporação multinacional "está pronta para apoiar a Agência de Defesa dos Mísseis e o governo dos Estados Unidos em seus esforços de defesa de mísseis balísticos", de acordo com a Reuters.

Várias das unidades móveis THAAD são implantadas nos EUA continental, mas os locais atuais onde elas estão são um segredo bem guardado.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas