Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Por meio do Egito, Hamas pede a Israel que cesse fogo na Faixa de Gaza

O movimento Hamas pediu a Israel que cesse fogo por meio da mediação egípcia e prometeu interromper os confrontos na fronteira como parte do acordo, disse uma fonte política israelense à Sputnik.
Sputnik

"O Hamas teve um grande golpe ontem e o movimento pediu um cessar-fogo através do Egito, prometendo interromper o 'terror incendiário e nas cercas fronteiriças'", disse a fonte.

Segundo a mesma pessoa, Israel considera o Egito como fiador da implementação do cessar-fogo.

"Os egípcios são os garantidores nesta questão, mas em qualquer caso, o desenvolvimento da situação dependerá de ações reais. Se o Hamas violar o cessar-fogo, pagará um preço ainda maior", acrescentou a fonte.

Esses arranjos foram alcançados após bombardeios maciços das instalações do Hamas no enclave, que se seguiram ao assassinato de um soldado israelense na sexta-feira.

Este foi o segundo cessar-fogo entre Israel e o Hamas, coordenado pelo Egito nas últimas duas semanas. No último sábado, a Fo…

Soldados israelenses ferem mais de 40 palestinos em protestos contra reconhecimento de Jerusalém

Soldados israelenses balearam e feriram mais de 40 palestinos em Gaza e na Cisjordânia ocupada nesta sexta-feira, disseram autoridades médicas, à medida que protestos contra a decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de reconhecer Jerusalém como capital de Israel entram na segunda semana.


Nidal al-Mughrabi | Reuters

RAMALLAH, Cisjordânia - Perto da cidade palestina de Ramallah, na Cisjordânia, policiais israelenses disseram que balearam um homem depois que ele esfaqueou e feriu um dos agentes de sua unidade. Fotógrafos da Reuters que viram o palestino ferido disseram que ele estava segurando uma pequena faca e que vestia o que parecia ser um cinturão de explosivos.


Resultado de imagem para Soldados de Israel disparam gás lacrimogêneo contra manifestantes palestinos
Um soldado israelense dispara uma bomba de gás lacrimogêneo contra manifestantes palestinos | Reprodução

Autoridades médicas disseram que mais três palestinos foram baleados e feridos na Cisjordânia. Outros 38 foram feridos na fronteira da Faixa de Gaza, onde o grupo dominante Hamas tem convocado uma revolta contra Israel em protesto contra a decisão de Trump.

O Exército israelense disse que cerca de 2.500 palestinos participaram protestos na Cisjordânia, colocando fogo em pneus, e jogando bombas e pedras contra soldados e contra a polícia de fronteira. Soldados tomaram medidas para dispersar os tumultos, disse em comunicado.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas