Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares dos EUA prometem responder a possível ataque turco contra cidade síria de Manbij

Os militares norte-americanos prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade síria de Manbij à luz de uma possível operação turca na área, afirmou o comandante do Conselho Militar de Manbij, que faz parte das Forças Democráticas da Síria (FDS), Ebu Adil.
Sputnik

Em entrevista à Sputnik Turquia, Ebu Adil comentou a resposta dos EUA às preocupações expressas pelos representantes do Conselho Militar de Manbij devido a um possível ataque contra a cidade síria por parte de Ancara.


"Há dois anos, em conjunto com as forças da coalizão liderada pelos EUA, nós limpamos Manbij do Daesh [organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países]. Desde então, na cidade se encontram forças da coalizão. Algum tempo atrás, nós falamos com os militares norte-americanos sobre um possível ataque da Turquia contra Manbij. Os militares dos EUA prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade, de onde quer que ele provenha", afirmou o comandante do conselho.

Além disso, ele …

Tensão no Mar do Norte: fragata britânica escolta navio russo para longe do Reino Unido

A fragata da Marinha Real do Reino Unido, HMS St Albans, escoltou a fragata russa Almirante Gorshkov quando estava no Mar do Norte, perto das águas territoriais do Reino Unido, disse a Marinha britânica nesta terça-feira em um comunicado.


Sputnik

"A fragata da Marinha Real, HMS St Albans, escoltou um navio de guerra russo através do Mar do Norte e as áreas do interesse do Reino Unido no dia de Natal. A fragata Tipo 23 baseada em Portsmouth foi chamada a navegar em 23 de dezembro e vigiar o novo navio de guerra russo Almirante Gorshkov como passou perto das águas territoriais do Reino Unido", informou a nota.


Fragata Almirante Gorshkov
Fragata russa Admiral Gorshkov © Foto: Sdelano U Nas

A Marinha apontou que o HMS St Albans retornaria ao porto de Portsmouth na terça-feira.

"Eu não hesitarei em defender nossas águas ou tolerar qualquer forma de agressão […] A Grã-Bretanha nunca será intimidada quando se trata de proteger nosso país, nosso povo e nossos interesses nacionais", disse o secretário de Defesa do Reino Unido, Gavin Williamson, comentando o incidente, conforme citado pelo comunicado.

De acordo com a Marinha Real britânica, esse não é o primeiro desses casos durante as férias de Natal de 2017, como na véspera de Natal, o navio de patrulha do HMS Tyne foi chamado para acompanhar outro navio russo.


Postar um comentário