Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Área militar do governo brasileiro demonstra desconforto com suspensão de investigação do caso Queiroz

Integrantes da área militar do governo demostraram desconforto com o pedido de suspensão da investigação para apurar movimentações financeiras de Fabricio Queiroz consideradas "atípicas" pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).
Por Gerson Camarotti | G1

A avaliação de auxiliares do presidente Jair Bolsonaro é que essa decisão tomada pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), só faz prolongar o desgaste provocado pelo caso.

O ministro Luiz Fux atendeu pedido do deputado estadual e senador eleito Flavio Bolsonaro (PSL-RJ), de quem Queiroz foi assessor. O Coaf apontou movimentação de R$ 1,2 milhão em uma conta bancária de Queiroz durante um ano sem que houvesse esclarecimento.

Para esses auxiliares, foi uma surpresa a solicitação feita por Flávio Bolsonaro para suspender as investigações.

“Ainda não há uma explicação convincente. Enquanto isso não acontecer, o desgaste desse caso vai continuar. Já está demorando demais”, comentou ao blog um auxilia…

Tensão no Mar do Norte: fragata britânica escolta navio russo para longe do Reino Unido

A fragata da Marinha Real do Reino Unido, HMS St Albans, escoltou a fragata russa Almirante Gorshkov quando estava no Mar do Norte, perto das águas territoriais do Reino Unido, disse a Marinha britânica nesta terça-feira em um comunicado.


Sputnik

"A fragata da Marinha Real, HMS St Albans, escoltou um navio de guerra russo através do Mar do Norte e as áreas do interesse do Reino Unido no dia de Natal. A fragata Tipo 23 baseada em Portsmouth foi chamada a navegar em 23 de dezembro e vigiar o novo navio de guerra russo Almirante Gorshkov como passou perto das águas territoriais do Reino Unido", informou a nota.


Fragata Almirante Gorshkov
Fragata russa Admiral Gorshkov © Foto: Sdelano U Nas

A Marinha apontou que o HMS St Albans retornaria ao porto de Portsmouth na terça-feira.

"Eu não hesitarei em defender nossas águas ou tolerar qualquer forma de agressão […] A Grã-Bretanha nunca será intimidada quando se trata de proteger nosso país, nosso povo e nossos interesses nacionais", disse o secretário de Defesa do Reino Unido, Gavin Williamson, comentando o incidente, conforme citado pelo comunicado.

De acordo com a Marinha Real britânica, esse não é o primeiro desses casos durante as férias de Natal de 2017, como na véspera de Natal, o navio de patrulha do HMS Tyne foi chamado para acompanhar outro navio russo.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas