Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa russa: avião Il-20 foi derrubado por mísseis sírios S-200

De acordo com o ministério russo, o sistema de defesa aérea sírio tentava atacar um avião de Israel. No entanto, a tripulação israelense fez uma manobra especial para se proteger, e o míssil acabou atingindo acidentalmente o avião russo Il-20.
Sputnik

O avião Il-20 desapareceu dos radares em 17 de setembro, por volta das 23h do horário de Moscou, (17h em Brasília) durante o retorno planejado à base aérea de Hmeymim, acima do território do mar Mediterrâneo, a 35 quilômetros da costa da Síria, informou o comunicado do Ministério da Defesa da Rússia. O represente oficial da Defesa russa, Igor Konashenkov sublinhou que os aviões israelenses "propositalmente criaram uma situação perigosa para navios e aviões nessa região".

Na opinião dele, para evitar o ataque sírio, a tripulação israelense acabou tornando o Ilyushin-20 alvo de ataque.

"Ao tentarem proteger-se com ajuda do avião russo, os pilotos israelenses o puseram debaixo de fogo do sistema de defesa antiaérea da Síria"…

Tensão no Mar do Norte: fragata britânica escolta navio russo para longe do Reino Unido

A fragata da Marinha Real do Reino Unido, HMS St Albans, escoltou a fragata russa Almirante Gorshkov quando estava no Mar do Norte, perto das águas territoriais do Reino Unido, disse a Marinha britânica nesta terça-feira em um comunicado.


Sputnik

"A fragata da Marinha Real, HMS St Albans, escoltou um navio de guerra russo através do Mar do Norte e as áreas do interesse do Reino Unido no dia de Natal. A fragata Tipo 23 baseada em Portsmouth foi chamada a navegar em 23 de dezembro e vigiar o novo navio de guerra russo Almirante Gorshkov como passou perto das águas territoriais do Reino Unido", informou a nota.


Fragata Almirante Gorshkov
Fragata russa Admiral Gorshkov © Foto: Sdelano U Nas

A Marinha apontou que o HMS St Albans retornaria ao porto de Portsmouth na terça-feira.

"Eu não hesitarei em defender nossas águas ou tolerar qualquer forma de agressão […] A Grã-Bretanha nunca será intimidada quando se trata de proteger nosso país, nosso povo e nossos interesses nacionais", disse o secretário de Defesa do Reino Unido, Gavin Williamson, comentando o incidente, conforme citado pelo comunicado.

De acordo com a Marinha Real britânica, esse não é o primeiro desses casos durante as férias de Natal de 2017, como na véspera de Natal, o navio de patrulha do HMS Tyne foi chamado para acompanhar outro navio russo.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas