Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Exército sírio bombardeia terroristas restantes no sul do país (VIDEO)

O exército sírio retomou os ataques de artilharia maciços contra os terroristas restantes na região de Tulul al Safa no deserto de As-Suwayda, no sul do país, depois de eles terem violado a trégua, segundo uma fonte do Exército.
Sputnik

De acordo com uma fonte que falou com a Sputnik Árabe, na terça-feira (16), o Exército sírio e os terroristas que ocupam as colinas de Tulul al Safa firmaram um acordo de cessar-fogo, segundo o qual os combatentes da Frente al-Nusra (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) se comprometeram a entregar as armas depois de serem cercados e sem saída.


Contudo, na manhã da quarta-feira (17) os terroristas atacaram as unidades do Exército sírio. Por sua vez, os soldados repeliram o ataque com êxito e contra-atacaram. Como resultado, dezenas de militantes foram mortos ou feridos. O Exército resolveu retomar os ataques maciços com peças de artilharia apoiadas do ar, tendo como objetivo eliminar as forças terroristas restantes até a épo…

2 militares russos morrem após ataque contra base de Hmeymim na Síria

Dois militares russos morreram após um ataque com morteiros realizado por militantes contra a base aérea de Hmeymim na Síria em 31 de dezembro, informou o Ministério da Defesa da Rússia.


Sputnik

"Na noite de 31 de dezembro, a base aérea de Hmeymim foi atacada por um grupo móvel de militantes, causando a morte de dois militares", diz-se no comunicado do ministério russo.


Pilotos militares russos na base aérea de Hmeymim na Síria
Militares russos na base aérea Hmeymin, Síria © Sputnik/ Dmitriy Vinogradov

Ao mesmo tempo, o ministério descartou as informações da mídia de que os militantes teriam destruído sete aviões russos estacionados em Hmeymim. O grupo de aviação russo na Síria está pronto para combater e continua cumprindo plenamente as suas tarefas, afirma o Ministério da Defesa.

"As forças de segurança sírias estão tomando medidas para encontrar e eliminar os militantes envolvidos no ataque, assim como para aumentar o nível de segurança no território adjacente à base aérea", acrescentou.

Anteriormente, na mídia apareceu a informação de que sete aviões teriam sido destruídos e mais de 10 militares teriam sido feridos na sequência do ataque terrorista contra Hmeymim.

Ontem (3), o Ministério da Defesa da Rússia comunicou que, em 31 de dezembro, um helicóptero russo sofreu um acidente ao efetuar um voo para o aeródromo sírio de Hama devido a uma falha técnica.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas