Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Helicópteros americanos estariam resgatando terroristas do Daesh de prisão síria

Os helicópteros norte-americanos tiraram terroristas do Daesh de uma prisão na cidade síria de Al-Hasakah, informou uma fonte local à Sputnik.
Sputnik

"Habitantes locais viram do telhado helicópteros estadunidenses aterrissando no território de uma prisão local, controlada pelos curdos, para tirar de lá terroristas do Daesh", afirmou a fonte — que preferiu não ser identificada — em Al-Hasakah à Sputnik Árabe.


Além disso, há informações que os militares norte-americanos estariam trazendo para a prisão várias munições, porque planejam criar no lugar uma base.

Anteriormente, a mídia iraquiana comunicou que helicópteros dos EUA tinham transportado membros do grupo Daesh (proibido na Rússia) da prisão central de Al-Hasakah para sua base perto do povoado Abu Hajar, no leste da Síria.

De acordo com fontes locais, na prisão de Al-Hasakah, muito bem fortificada, estariam encarcerados cerca de 100 terroristas, a maioria de cidadania estrangeira. Especialistas sírios acham que são os mesmos…

Apesar dos avisos da Turquia, EUA não planejam sair da cidade síria de Manbij

Os EUA não planejam retirar suas tropas da cidade síria de Manbij apesar das advertências da Turquia, declarou na segunda-feira (29) o chefe do Comando Central dos EUA, general Joseph Votel.


Sputnik

"Retirar as forças norte-americanas de Manbij não é algo que procuramos fazer", comunicou o canal CNN, citando Votel.


Patrulha dos EUA nos arredores de Manbij, Síria
Tropas dos EUA em Manbij, Síria © AP Photo/ Sem credenciais

Assim, as tropas norte-americanas correm risco de ser apanhadas pelo progresso militar da Turquia no norte da Síria se Ancara cumprir sua promessa de avançar na área.

Mais anteriormente neste mês, o ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu, declarou que Ancara não vai limitar medidas de precaução contra as Unidades de Proteção Popular (YPG) ao distrito de Afrin síria e que pode vir a se mover a Manbij, também na província de Aleppo.

O ministro das Relações Exteriores turco declarou que, em comparação com as promessas dos EUA, as cidades de Manbij e Raqqa não foram governadas por conselhos locais depois de terem sido libertas do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia), mas ficaram nas mãos do Partido da União Democrática (PYD), considerado afiliação do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), que consequentemente é designado como organização terrorista pela Turquia.

Após a declaração de Cavusoglu, o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, declarou que as forças turcas vão limpar completamente a região dos terroristas, começando com a cidade síria de Manbij e ao longo de toda a fronteira turco-síria.

Postar um comentário