Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Força Aérea israelense anuncia estreia global do caça F-35 em combate

Israel foi o primeiro país ao qual os Estados Unidos autorizaram a venda do caça invisível
Juan Carlos Sanz | El País
Jerusalém - A Força Aérea de Israel revelou nesta terça-feira que foi a primeira a utilizar em combate o F-35, o ultramoderno caça furtivo indetectável para os radares inimigos. O chefe da aeronáutica israelense, general Amikam Nirkin, fez o comunicado aos comandantes das forças aéreas de vários países reunidos ao norte de Tel Aviv.

O general Nirkin mostrou a seus colegas – procedentes dos EUA, Itália, França, Índia e Brasil, entre outros países – a imagem de vários F-35 sobre Beirute, enquanto confirmava que esses aviões tinham participado de ataques em duas frentes.

“O esquadrão do F-35 está em operação e já sobrevoa todo o Oriente Médio”, afirmou o chefe da força aérea.

Nirkin reiterou que, há duas semanas, a Guarda Revolucionária iraniana disparou 32 foguetes contra as Colinas de Golã, planalto sírio ocupado por Israel desde 1967 e que, em resposta à agressão, a aviação…

Aplicativo de corrida revela supostas bases militares dos EUA

Mapa lançado em novembro pelo Strava mostra o percurso de corredores pelo mundo; analistas apontam que soldados de bases secretas podem ter revelado sua localização enquanto se exercitam.


Por G1


O mapa de um aplicativo que mostra o percurso de corrida de usuários por GPS acabou revelando a localização de bases militares norte-americanas secretas em diferentes pontos do mundo, destacou neste domingo (28) o jornal britânico "The Guardian", com base em observações de analistas militares.

Postagens feitas em torno de Mosul, Iraque | Tobias Schneider

O recurso, lançado em novembro do ano passado pelo aplicativo Strava, mostra mais de 3 trilhões de percursos de corredores em várias localidades do mundo.

Nathan Ruser, membro do Institute for United Conflict Analysts, apontou pelo Twitter que é fácil olhar para o mapa e deparar-se com instalações militares conhecidas, ou localizar potenciais bases em zonas de combate observando dados de usuários do aplicativo.

Segundo ele, qualquer pessoa que use o aplicativo pode identificar bases na Síria, instalações no Afeganistão e aproximando-se destas áreas é possível encontrar áreas bem congestionadas de usuários, assim como bases dos EUA que podem não ter sido reveladas.

"Se soldados usam o aplicativo como pessoas comuns, ligando-o quando vão se exercitar, isso pode ser especialmente perigoso", alertou Ruser. "Parece muito bonito [o mapa], mas não para as bases secretas que são claramente rastreáveis", comentou.

O analista militar Tobias Schneider também apontou no Twitter que possíveis bases norte-americanas são facilmente reveladas pelo aplicativo. "Na Síria, bases de coalisão aparecem acesar à noite no mapa", observa.

Em áreas como Afeganistão e Síria, os usuários do Strava parecem ser exclusivamente soldados estrangeiros, apontando que as bases se destacam, como na província afegã de Helmand, que pode claramente vista por pequenos pontos no mapa escuro, segundo o "The Guardian".

Postar um comentário