Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Israel prende o governador palestino de Jerusalém

Motivo da detenção foram crimes cometidos na Cisjordânia ocupada, segundo a Organização para a Libertação da Palestina.
France Presse

Israel prendeu o governador palestino de Jerusalém por crimes que teria cometido na Cisjordânia ocupada, que não foram especificados, informou a Organização para a Libertação da Palestina (OLP).

O governador Adnan Gheith foi detido no sábado (20) à noite no bairro palestino de Beit Hanina, em Jerusalém Oriental, ocupada e anexada por Israel. Será apresentado a um tribunal dentro de quatro dias, afirma a OLP em um comunicado.

Para o dirigente da OLP Saeb Erakat, a detenção é "um novo passo contra a presença palestina em Jerusalém" e constitui uma violação da legislação israelense a respeito das instituições palestinas da cidade.

"As ameaças contra dirigentes palestinos, sua detenção, inclusive o 'sequestro' do governador Gheith, são parte de um plano que pretende sufocar todas as bases de uma solução política com dois Estados e com as f…

Ataque da coalizão árabe deixa vários mortos e feridos no Iêmen

Pelo menos 17 pessoas morreram e mais de 20 ficaram feridas após um bombardeio da coalizão árabe liderada pela Arábia Saudita no Iêmen, segundo informou uma fonte local à Sputnik.


Sputnik

O ataque aéreo teve como alvo o distrito de Al-Qafla, no território de Amran.


Área destruída por ataques da coalizão internacional liderada pela Arábia Saudita no Iêmen (arquivo)
Área destruída pelo ataque da coalizão liderada pela Arábia Saudita © AP Photo/ Hani Mohammed

"Os aviões da coalizão bombardearam uma ponte e um mercado durante o dia, e, mais tarde, lançaram outro ataque contra a região, quando os habitantes locais tentavam ajudar as vítimas, o que resultou na morte de 17 pessoas e em mais de 20 feridos", afirmou a fonte.

O Iêmen vive em estado de conflito armado desde 2014, com os rebeldes houthis combatendo as forças leais ao presidente Abd Rabbuh Mansur. Desde março de 2015, uma coalizão internacional liderada por Riad vem bombardeando posições rebeldes no país vizinho. Segundo a ONU, mais de 10 mil pessoas já morreram por conta dos conflitos.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas