Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Israel prende o governador palestino de Jerusalém

Motivo da detenção foram crimes cometidos na Cisjordânia ocupada, segundo a Organização para a Libertação da Palestina.
France Presse

Israel prendeu o governador palestino de Jerusalém por crimes que teria cometido na Cisjordânia ocupada, que não foram especificados, informou a Organização para a Libertação da Palestina (OLP).

O governador Adnan Gheith foi detido no sábado (20) à noite no bairro palestino de Beit Hanina, em Jerusalém Oriental, ocupada e anexada por Israel. Será apresentado a um tribunal dentro de quatro dias, afirma a OLP em um comunicado.

Para o dirigente da OLP Saeb Erakat, a detenção é "um novo passo contra a presença palestina em Jerusalém" e constitui uma violação da legislação israelense a respeito das instituições palestinas da cidade.

"As ameaças contra dirigentes palestinos, sua detenção, inclusive o 'sequestro' do governador Gheith, são parte de um plano que pretende sufocar todas as bases de uma solução política com dois Estados e com as f…

Ataque de terroristas com foguetes mata 5 e fere mais de 30 pessoas em Damasco

O número de vítimas do ataque efetuado por terroristas subiu para cinco mortos e mais de 30 civis feridos.


Sputnik

Mais cedo, foi informado que em resultado de um ataque com morteiros nos bairros de Bab-Tuma no centro histórico de Damasco morreram duas pessoas e mais 14 ficaram feridas.


Um bairro de Damasco ocupado pela Frente al-Nusra
Damasco, Síria © Sputnik/ Ilya Pitalev

No entanto, uma fonte da polícia da capital síria disse à Sputnik que as pessoas morreram em resultado de um ataque com foguetes.

"Os terroristas lançaram mais de 30 foguetes do bairro Jobar contra os bairros Bab-Tuma e Kassah. O número de vítimas subiu para cinco mortos e mais de 30 feridos", destacou o interlocutor da Sputnik.

Os terroristas que se encontram nos subúrbios orientais de Damasco violam frequentemente o regime de cessar-fogo, realizando ataques com morteiros e lança-foguetes contra o centro da capital da Síria e áreas residenciais.

Para além disso, destacamentos de combatentes do grupo terrorista Frente al-Nusra (proibido na Rússia) e seus aliados atacam de vez em quando as posições do exército sírio nos arredores de Damasco. O último ataque de grande escala foi realizado no subúrbio Harasta no nordeste de Damasco.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas