Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Oficial americano joga culpa para Israel pelo ataque às forças sírias

No domingo (17), a mídia síria relatou ataque ao povoado sírio Al-Harra, província de Deir ez-Zor, na fronteira com o Iraque, supostamente realizado pela coalizão internacional, liderada pelos EUA, tendo como alvo forças governamentais. Porém, um oficial americano culpou Israel pelo ataque.
Sputnik

Anteriormente, uma fonte militar relatou à mídia síria que drones "provavelmente americanos" bombardearam Al-Harra, entre Abu Kamal e Al-Tanf.

Segundo dados das Forças de Mobilização Popular iraquianas, o ataque matou 22 soldados iraquianos. O Observatório Sírio de Direitos Humanos, por sua vez, disse que o número total de vítimas corresponde a 52 pessoas, citado pelo Haaretz.

"Entre [os mortos] estão ao menos 30 militares iraquianos e 16 sírios, incluindo soldados e membros da milícia leal ao governo", afirmou à mídia o chefe do Observatório Sírio, Rami Abdel Rahman.

Comentando a notícia, o porta-voz do Departamento de Defesa dos EUA, Adrian Rankine-Galloway, descartou que W…

Ataque de terroristas com foguetes mata 5 e fere mais de 30 pessoas em Damasco

O número de vítimas do ataque efetuado por terroristas subiu para cinco mortos e mais de 30 civis feridos.


Sputnik

Mais cedo, foi informado que em resultado de um ataque com morteiros nos bairros de Bab-Tuma no centro histórico de Damasco morreram duas pessoas e mais 14 ficaram feridas.


Um bairro de Damasco ocupado pela Frente al-Nusra
Damasco, Síria © Sputnik/ Ilya Pitalev

No entanto, uma fonte da polícia da capital síria disse à Sputnik que as pessoas morreram em resultado de um ataque com foguetes.

"Os terroristas lançaram mais de 30 foguetes do bairro Jobar contra os bairros Bab-Tuma e Kassah. O número de vítimas subiu para cinco mortos e mais de 30 feridos", destacou o interlocutor da Sputnik.

Os terroristas que se encontram nos subúrbios orientais de Damasco violam frequentemente o regime de cessar-fogo, realizando ataques com morteiros e lança-foguetes contra o centro da capital da Síria e áreas residenciais.

Para além disso, destacamentos de combatentes do grupo terrorista Frente al-Nusra (proibido na Rússia) e seus aliados atacam de vez em quando as posições do exército sírio nos arredores de Damasco. O último ataque de grande escala foi realizado no subúrbio Harasta no nordeste de Damasco.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas