Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Donetsk declara estar em prontidão de combate para se defender de suposta ofensiva de Kiev

Os destacamentos da autoproclamada República Popular de Donetsk (RPD) estão em prontidão de combate total e completamente equipados com todo o necessário para o caso de haver uma possível ofensiva das Forças Armadas da Ucrânia em Donbass, declarou aos jornalistas o vice-comandante da Milícia Popular da RPD, Eduard Basurin.
Sputnik

Anteriormente, Donetsk denunciou a preparação de um grande ataque por parte de Kiev no sul da região de Donetsk com uso de veículos blindados pesados, artilharia e lançadores múltiplos de foguetes.


Segundo dados da inteligência, a ofensiva foi programada para 14 de dezembro com o objetivo final de tomar sob controle a fronteira com a Rússia. O líder da RPD, Denis Pushilin, declarou por sua vez que as forças de Donetsk estavam prontas para repelir o ataque.

"Todas as unidades militares foram colocadas em prontidão de combate total. Desde o momento em que recebemos informação sobre a preparação de uma ofensiva em grande escala do lado ucraniano, os nossos des…

Chanceler turco: é cedo para discutir com EUA zona de segurança no norte da Síria

O ministro das Relações Exteriores turco, Mevlut Cavusoglu, qualificou de "precipitada" a iniciativa norte-americana de criar uma zona de segurança no norte da Síria, junto à fronteira com a Turquia.


Sputnik

"Tem havido um declínio de confiança recíproca [entre a Turquia e os EUA]. Até que esta seja recuperada, até que certos passos sejam tomados para restabelecê-la, acho incorreto discutir sobre uma zona de segurança", disse o ministro turco, citado pelo jornal Yeni Safak.


Tanque turco durante uma operação perto da fronteira com a Síria
Tanque turco na fronteira com a Síria © AP Photo/ IHA via AP

Ontem (24), o chanceler turco revelou que Washington havia proposto a Ancara estabelecer uma zona de segurança de 30 quilômetros no norte da Síria para evitar confrontos entre as forças turcas e as norte-americanas.

Em 20 de janeiro, Ancara e seus aliados do Exército Livre da Síria lançaram a operação Ramo de Oliveira contra os grupos armados curdos e organizações terroristas na cidade de Afrin (província de Aleppo).
A operação está sendo realizada contra os grupos jihadistas e as Unidades de Proteção Popular (YPG).

Para Turquia, as YPG são uma extensão do Partido dos Trabalhadores do Curdistão, proibido no país por ser considerado uma organização terrorista.

Damasco condenou a operação turca em Afrin, sublinhando que a região é parte inalienável do território sírio.

A Casa Branca, por sua vez, comentando a recente conversa telefônica entre Donald Trump e Recep Tayyip Erdogan, afirmou que o líder estadunidense solicitou que as autoridades turcas "limitassem suas atividades militares em Afrin". No entanto, os turcos contestaram a veracidade do comunicado.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas