Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Primeiro voo do Aero L-159T2

A Aero Vodochody realizou o primeiro voo do treinador a jato L-159T2 de dois lugares em 1º de agosto. O voo de 30 minutos foi conduzido pelos pilotos de testes da empresa Vladimír Kvarda e David Jahoda.
Poder Aéreo

A Força Aérea Tcheca encomendou três exemplares em 2016, que devem ser entregues até o final deste ano. As aeronaves L-159 são operadas pelas forças aéreas tcheca e iraquiana, pela empresa americana Draken International e, no passado, foram alugadas pela Força Aérea Húngara para treinamento de pilotos.

Estas novas aeronaves de assento duplo T2 têm uma fuselagem central e dianteira recém-construída e apresentam várias melhorias significativas, principalmente em equipamentos de cockpit e sistema de combustível, e são totalmente compatíveis com o NVG. Cada cockpit é equipado com duas telas multifuncionais e um assento de ejeção VS-20 atualizado. A aeronave também pode oferecer uma capacidade de reabastecimento sob pressão. O radar GRIFO, já em uso na versão de um único assento, a…

Chanceler turco exige retirada imediata das forças americanas da cidade síria de Manbij

O ministro do Exterior da Turquia, Mevlut Cavusoglu, afirmou que os EUA devem empreender passos concretos para provar que pararam de apoiar as forças de autodefesa curdas, YPG, e não apenas o afirmar em sua retórica.


Sputnik

A declaração foi feita em meio à ofensiva turca que está em curso na região síria de Afrin, controlada pelos curdos. A operação turca foi iniciada em 20 de janeiro e provocada, de acordo com Ancara, pela necessidade do país de defender suas fronteiras do "exército terrorista" e das novas "forças de defesa fronteiriça" integradas pelas Forças Democráticas Sírias e YPG e treinadas pelos EUA.


Forças dos EUA em Manbij, Síria, foto de arquivo
Tropas dos EUA em Manbij, Síria © AFP 2018/ DELIL SOULEIMAN

Apesar das repetidas promessas de deixar de fornecer armamentos aos curdos por parte de Washington, Ancara aponta a ausência de evidências consistentes que comprovem estas declarações.

Mais cedo, o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, disse que as forças turcas iriam expulsar os agrupamentos curdos ao longo da fronteira com a Síria, para leste do país, junto à fronteira com o Iraque, incluindo a cidade de Manbij, algo que pode causar uma confrontação com os militares estadunidenses, aliados dos curdos.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas