Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Argentina concorda em construir bases norte-americanas em seu território

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, aprovou a construção no país de várias bases militares dos EUA, informou no sábado (21) o portal mexicano Aristegui Noticias com referência a fontes informadas.
Sputnik

De acordo com o portal, trata-se de ao mínimo três bases militares a serem construídas nas províncias de Neuquén (onde fica a jazida de gás de xisto Vaca Muerta), Misiones e Tierra del Fuego, de onde se pode controlar a Antártida.

A sua criação deve ser financiada pelo Comando Sul dos EUA. Um dos principais adeptos da criação de bases seria a ministra da Segurança da Argentina, Patricia Bullrich.

Além disso, nota o portal mexicano, a ministra elogiou a chegada ao país de instrutores americanos que efetuam a preparação dos policiais argentinos antes da cúpula do G20 em novembro. Isso viola as atuais leis argentinas, porque é necessário obter a autorização do Congresso para tais ações, algo que não foi feito.

Chefe da OTAN inclui 'Rússia impertinente' na lista das principais ameaças mundiais

Para secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, Rússia é uma das ameaças mundiais.


Sputnik

"Estamos enfrentando a situação mais difícil e imprevisível na área de segurança dos últimos 25 anos", disse o chefe da Aliança citado pelo portal sérvio Politika.


Soldados e bandeira da OTAN
Militares da OTAN © REUTERS/ Ints Kalnins

Além da "Rússia impertinente" que, segundo Stoltenberg, "viola as fronteiras internacionais", na lista entrou a instabilidade no Oriente Médio e na África do Norte, bem como o programa nuclear da Coreia do Norte. Os ataques cibernéticos e o terrorismo também foram mencionados.

Mais cedo Stoltenberg havia declarado que a Aliança Atlântica não quer uma nova guerra fria com Rússia e está a favor do diálogo político, apesar de Rússia ter virado "mais autoconfiante".

Presidente russo, Vladimir Putin, comentando as várias anteriores declarações sobre a "ameaça russa", apelou aos países europeus para não inventarem mitos.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas