Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pentágono nega que avião russo tenha 'expulsado' bombardeiro americano do Báltico

O Pentágono não concorda que o bombardeiro estratégico norte-americano B-52H tenha sido expulso por um caça russo Su-27 sobre o mar Báltico, comunicou à Sputnik o representante da entidade militar americana Eric Pahon.
Sputnik

"O avião da Força Aérea dos EUA B-52H realizava operações rotineiras no espaço aéreo internacional segundo o princípio da liberdade de navegação e de voo. Em 20 de março, o B-52H teve um encontro ordinário com um Su-27 russo que efetuava operações sobre o mar Báltico", esclareceu o porta-voz do Pentágono.

Pahon acrescentou que o Su-27 não expulsou o B-52H, que conseguiu completar a sua missão.

Na véspera, o Ministério da Defesa da Rússia publicou um vídeo de caças russos escoltando um bombardeiro estratégico americano Boeing B-52H sobre as águas neutras do mar Báltico. Segundo o comunicado, dois caças Su-27 levantaram voo para identificar e acompanhar a aeronave dos EUA.

De acordo com o Ministério, após o B-52H ter mudado de trajetória, distanciando-se da f…

China: novo lote de aviões Y-20 aumenta capacidade de transporte militar

Um lote do primeiro avião de transporte pesado desenvolvido no país, o Xi'an Y-20, foi entregue à Força Aérea do Exército de Libertação Popular (PLA) no oeste da China recentemente, informou a mídia no dia 10 de janeiro.


Poder Aéreo

Pelo menos cinco transportadores Y-20 entraram em serviço no Comando de Teatro Ocidental do país, disseram especialistas do portal de notícias quancha.cn, depois que as capturas de tela do Google dos aviões foram vistas em um aeroporto da cidade de Qionglai, Província de Sichuan, em 9 de dezembro.


Xi'an Y-20 | Reprodução

Esta foi a primeira vez que tantos aviões Y-20 foram vistos em público depois que oficialmente entraram em serviço na Força Aérea em 2016.

Os militares no Comando de Teatro Ocidental estão atualmente equipados com aeronaves Y-8 e Y-7.

O Y-20 apoiará as missões de transporte no Comando de Teatro Ocidental e não substituirá completamente os Y-8 e Y-7, disse Xu Yongling, um piloto de teste do PLA aposentado e um especialista na Sociedade Chinesa de Aeronáutica e Astronáutica, ao Global Times.

“A China não tem mais do que 100 aeronaves de transporte, o que ainda está aquém da demanda de transporte. O Y-20, juntamente com os Y-8 e Y-7, complementará e fortalecerá a capacidade de transporte global do PLA”, disse Xu.

O Y-20 tem um peso máximo de decolagem de 200 toneladas e é ideal para transportar carga e pessoal em longas distâncias em diversas condições climáticas, informou a Agência de Notícias Xinhua.

O Y-20 foi desenvolvido pela Xi’an Aircraft Industry, uma subsidiária do fabricante líder de aeronaves militares da China, a Aviation Industry Corporation da China, informou a Xinhua.

“O Y-20 irá melhorar em grande parte esta situação e permitirá que a China contribua mais para segurança internacional, no combate anti-pirataria e nas operações contra-terrorismo global”, disse Song Zhongping, especialista militar e comentarista de TV, ao Global Times.

FONTE: Global Times


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas