Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Primeiro voo do Aero L-159T2

A Aero Vodochody realizou o primeiro voo do treinador a jato L-159T2 de dois lugares em 1º de agosto. O voo de 30 minutos foi conduzido pelos pilotos de testes da empresa Vladimír Kvarda e David Jahoda.
Poder Aéreo

A Força Aérea Tcheca encomendou três exemplares em 2016, que devem ser entregues até o final deste ano. As aeronaves L-159 são operadas pelas forças aéreas tcheca e iraquiana, pela empresa americana Draken International e, no passado, foram alugadas pela Força Aérea Húngara para treinamento de pilotos.

Estas novas aeronaves de assento duplo T2 têm uma fuselagem central e dianteira recém-construída e apresentam várias melhorias significativas, principalmente em equipamentos de cockpit e sistema de combustível, e são totalmente compatíveis com o NVG. Cada cockpit é equipado com duas telas multifuncionais e um assento de ejeção VS-20 atualizado. A aeronave também pode oferecer uma capacidade de reabastecimento sob pressão. O radar GRIFO, já em uso na versão de um único assento, a…

Coalizão dos EUA matou até 6.000 civis no Iraque e na Síria em 2017

De 3.900 a 6.100 civis da Síria e do Iraque morreram em 2017 devido a ataques da coalizão liderada pelos Estados Unidos, disse o grupo britânico de análise e monitoramento AirWars (AMG).


Sputnik

"Devido aos ataques aéreos e de artilharia da coalizão, o número de mortes entre os não participantes em operações de combate aumentou em mais de 200% em 2017 em relação a 2016, e estava entre 3.923 e 6.102", informou o site da AMG.


Iraque, militares iraquianos observam ataque aéreo da coalizão liderada pelos EUA às posições do Daesh em Fallujah
Militares iraquianos observam ataque aéreo da coalizão liderada pelos EUA em Fallujah © AP Photo/ Rwa Faisal

O grupo também relatou que o número de feridos cresceu 55%, bem como descobriu que o aumento do número de mortes entre civis devido a ataques da coalizão coincidiu com a diminuição da atividade militar russa na Síria.

O Comando Central dos EUA revelou, no final de dezembro, que pelo menos 817 civis foram mortos sem premeditação desde o início da operação na Síria e no Iraque e que outras 603 mortes estão sendo investigadas.

A coalizão com os EUA à frente está levando a cabo desde 2014 uma operação militar na Síria e no Iraque — sem o consentimento de seus governos — contra o grupo terrorista Daesh.

O grupo britânico de análise e monitoramento AirWars é uma organização sem fins lucrativos que segue a atividade aérea de vários países no Iraque, Síria e Líbia. A entidade é financiada por doações voluntárias e por organizações de caridade.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas