Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

OTAN se prepara para maiores exercícios militares desde 2002

A OTAN está se preparando para realizar seus maiores exercícios militares desde 2002. Trata-se dos Trident Juncture 2018, dos quais participarão mais de 40.000 militares de 30 países membros e parceiros da OTAN.
Sputnik

A fase principal das manobras irá ser realizada entre os dias 25 de outubro e 7 de novembro, na Noruega e áreas vizinhas, com exercícios preliminares nas águas ao largo da costa da Islândia de 15 a 17 de outubro.

Defender-se contra 'qualquer ameaça em qualquer momento'

O objetivo dos exercícios é a dissuasão e defesa contra "qualquer ameaça, de qualquer lugar e em qualquer momento", explicou nesta semana o almirante da Marinha dos EUA a jornalistas em Bruxelas, James G. Foggo III, comandante dos exercícios.

O militar revelou que os Trident Juncture mostram que a OTAN está unida e pronta para se defender valendo-se da defesa coletiva. Neste sentido, o cenário dos exercícios inclui uma violação da soberania de um aliado da OTAN, neste caso da Noruega.

Ao mesm…

Coalizão não enxerga 'motivos para discutir' ataque às bases militares russas na Síria

A coalizão internacional liderada pelos EUA na Síria e no Iraque não considera necessário discutir com militares russos os recentes ataques terroristas às bases da Rússia em Hmeymim e Tartus, segundo informou à Sputnik nesta terça-feira a assessoria de imprensa do grupo.


Sputnik

"Não temos motivos para discutir com os russos esse suposto incidente no âmbito do nosso canal de comunicação para prevenção de situações de conflito", revelou a assessoria de imprensa. 


Resultado de imagem para bases da Rússia em Hmeymim e Tartus,
Jornalistas em base militar russa na Síria © Photo: Facebook/ Ministry of Defence of the Russian Federation

A coalizão também informou não comentar "operações realizadas pelos russos ou pelas forças governamentais da Síria sem a participação da coalizão ou de seus parceiros".

Nesta segunda-feira, o ministério da Defesa da Rússia relatou que, na noite do dia 6 de janeiro, as bases militares russas de Hmeymim e de Tartus repeliram um ataque de drones.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas