Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Exército sírio bombardeia terroristas restantes no sul do país (VIDEO)

O exército sírio retomou os ataques de artilharia maciços contra os terroristas restantes na região de Tulul al Safa no deserto de As-Suwayda, no sul do país, depois de eles terem violado a trégua, segundo uma fonte do Exército.
Sputnik

De acordo com uma fonte que falou com a Sputnik Árabe, na terça-feira (16), o Exército sírio e os terroristas que ocupam as colinas de Tulul al Safa firmaram um acordo de cessar-fogo, segundo o qual os combatentes da Frente al-Nusra (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) se comprometeram a entregar as armas depois de serem cercados e sem saída.


Contudo, na manhã da quarta-feira (17) os terroristas atacaram as unidades do Exército sírio. Por sua vez, os soldados repeliram o ataque com êxito e contra-atacaram. Como resultado, dezenas de militantes foram mortos ou feridos. O Exército resolveu retomar os ataques maciços com peças de artilharia apoiadas do ar, tendo como objetivo eliminar as forças terroristas restantes até a épo…

Coalizão não enxerga 'motivos para discutir' ataque às bases militares russas na Síria

A coalizão internacional liderada pelos EUA na Síria e no Iraque não considera necessário discutir com militares russos os recentes ataques terroristas às bases da Rússia em Hmeymim e Tartus, segundo informou à Sputnik nesta terça-feira a assessoria de imprensa do grupo.


Sputnik

"Não temos motivos para discutir com os russos esse suposto incidente no âmbito do nosso canal de comunicação para prevenção de situações de conflito", revelou a assessoria de imprensa. 


Resultado de imagem para bases da Rússia em Hmeymim e Tartus,
Jornalistas em base militar russa na Síria © Photo: Facebook/ Ministry of Defence of the Russian Federation

A coalizão também informou não comentar "operações realizadas pelos russos ou pelas forças governamentais da Síria sem a participação da coalizão ou de seus parceiros".

Nesta segunda-feira, o ministério da Defesa da Rússia relatou que, na noite do dia 6 de janeiro, as bases militares russas de Hmeymim e de Tartus repeliram um ataque de drones.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas