Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Comando curdo: Turquia mente sobre o avanço de suas tropas em Afrin

O comando das Forças Democráticas da Síria (FDS), formadas principalmente por tropas curdas, negou as declarações dos militares turcos a respeito do seu avanço no interior do território sírio.


Sputnik

"Os ataques do Estado turco e dos seus mercenários contra Afrin continuam, mas essa invasão ainda não conseguiu progredir nos locais. A imprensa estatal turca afirma que o exército invasor avançou por oito quilômetros. Isso não é verdade. Violentos combates continuam na linha de contato entre as FDS e o exército de ocupação e seus mercenários", informou um comunicado do comando das FDS.


Militantes das Forças Democráticas da Síria
Militantes curdos © AP Photo/ SDF

Segundo os curdos, "apesar dos ataques aéreos do exército turco, as suas tropas não conseguiram avançar por terra e por isso recorrem à divulgação de notícias falsas para levantar a moral dos seus mercenários".

O Estado-Maior das Forças Armadas da Turquia anunciou o lançamento da operação "Ramo de Oliveira" no dia 20 de janeiro. O objetivo é erradicar os grupos curdos curdos em Afrin.

Damasco condenou duramente os avanços das tropas da Turquia em território sírio.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas