Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Helicópteros americanos estariam resgatando terroristas do Daesh de prisão síria

Os helicópteros norte-americanos tiraram terroristas do Daesh de uma prisão na cidade síria de Al-Hasakah, informou uma fonte local à Sputnik.
Sputnik

"Habitantes locais viram do telhado helicópteros estadunidenses aterrissando no território de uma prisão local, controlada pelos curdos, para tirar de lá terroristas do Daesh", afirmou a fonte — que preferiu não ser identificada — em Al-Hasakah à Sputnik Árabe.


Além disso, há informações que os militares norte-americanos estariam trazendo para a prisão várias munições, porque planejam criar no lugar uma base.

Anteriormente, a mídia iraquiana comunicou que helicópteros dos EUA tinham transportado membros do grupo Daesh (proibido na Rússia) da prisão central de Al-Hasakah para sua base perto do povoado Abu Hajar, no leste da Síria.

De acordo com fontes locais, na prisão de Al-Hasakah, muito bem fortificada, estariam encarcerados cerca de 100 terroristas, a maioria de cidadania estrangeira. Especialistas sírios acham que são os mesmos…

Comando curdo: Turquia mente sobre o avanço de suas tropas em Afrin

O comando das Forças Democráticas da Síria (FDS), formadas principalmente por tropas curdas, negou as declarações dos militares turcos a respeito do seu avanço no interior do território sírio.


Sputnik

"Os ataques do Estado turco e dos seus mercenários contra Afrin continuam, mas essa invasão ainda não conseguiu progredir nos locais. A imprensa estatal turca afirma que o exército invasor avançou por oito quilômetros. Isso não é verdade. Violentos combates continuam na linha de contato entre as FDS e o exército de ocupação e seus mercenários", informou um comunicado do comando das FDS.


Militantes das Forças Democráticas da Síria
Militantes curdos © AP Photo/ SDF

Segundo os curdos, "apesar dos ataques aéreos do exército turco, as suas tropas não conseguiram avançar por terra e por isso recorrem à divulgação de notícias falsas para levantar a moral dos seus mercenários".

O Estado-Maior das Forças Armadas da Turquia anunciou o lançamento da operação "Ramo de Oliveira" no dia 20 de janeiro. O objetivo é erradicar os grupos curdos curdos em Afrin.

Damasco condenou duramente os avanços das tropas da Turquia em território sírio.


Postar um comentário