Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Chefe da ONU diz que é essencial evitar escalada de tensões no Irã

O chefe da Organização das Nações Unidas (ONU), Antonio Guterres, alertou neste domingo que é essencial evitar “qualquer forma de escalada” das tensões no Golfo, em meio a temores de um conflito após a derrubada de um drone norte-americano pelo Irã na semana passada.
Por Catarina Demony | Reuters

LISBOA (Reuters) - “O mundo não pode permitir um grande confronto no Golfo”, disse Guterres, nos bastidores da Conferência Mundial de Ministros Responsáveis pela Juventude, em Lisboa . “Todos devem manter nervos de aço.”

Na quinta-feira, um míssil iraniano destruiu um drone de vigilância dos EUA, em um incidente que o governo norte-americano disse que aconteceu no espaço aéreo internacional.

Trump disse mais tarde que ordenou o cancelamento de um ataque militar em retaliação pela ação que poderia ter resultado em 150 mortes.

Teerã repetiu no sábado que o drone foi abatido sobre seu território e disse que responderia com firmeza a qualquer ameaça dos EUA.

Os comentários de Guterres vêm um dia depois…

Comando curdo: Turquia mente sobre o avanço de suas tropas em Afrin

O comando das Forças Democráticas da Síria (FDS), formadas principalmente por tropas curdas, negou as declarações dos militares turcos a respeito do seu avanço no interior do território sírio.


Sputnik

"Os ataques do Estado turco e dos seus mercenários contra Afrin continuam, mas essa invasão ainda não conseguiu progredir nos locais. A imprensa estatal turca afirma que o exército invasor avançou por oito quilômetros. Isso não é verdade. Violentos combates continuam na linha de contato entre as FDS e o exército de ocupação e seus mercenários", informou um comunicado do comando das FDS.


Militantes das Forças Democráticas da Síria
Militantes curdos © AP Photo/ SDF

Segundo os curdos, "apesar dos ataques aéreos do exército turco, as suas tropas não conseguiram avançar por terra e por isso recorrem à divulgação de notícias falsas para levantar a moral dos seus mercenários".

O Estado-Maior das Forças Armadas da Turquia anunciou o lançamento da operação "Ramo de Oliveira" no dia 20 de janeiro. O objetivo é erradicar os grupos curdos curdos em Afrin.

Damasco condenou duramente os avanços das tropas da Turquia em território sírio.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas