Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Conheça o calcanhar de Aquiles do tanque russo Armata

Mesmo os mais poderosos têm pontos fracos. Qual é o dessa arma russa?


Sputnik

O tanque russo T-14, criado na base da plataforma pesada unificada Armata, provocou polémica entre os especialistas militares.


Tanque T-14 Armata na Praça Vermelha (imagem ilustrativa)
Tanque russo T-14 Armata © Sputnik/ Aleksei Filippov

A maioria dos especialistas avalia positivamente o último avanço russo quanto à construção de tanques, mas também apontou alguns defeitos, informa o jornal Vestnik Mordovii.

O problema principal do veículo de combate, que possui um poderoso canhão de 125 mm, consiste em ter uma metralhadora muito débil. Está equipado só com uma metralhadora de calibre 7,62 mm. Esta arma se coloca no teto da torre em um módulo controlado remotamente.

Os especialistas opinam que, por mais poderosa e precisa que seja a arma principal, é necessária uma arma antiaérea de grande calibre e uma acoplada ao canhão. Eles consideram que, mal as tropas comecem a receber os tanques, seus operadores exigirão imediatamente o reforço das metralhadoras.

Não obstante, no fórum técnico-militar Exército 2017 foi informado que em breve o blindado será equipado com uma nova modificação da metralhadora Pecheneg.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas