Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

OTAN se prepara para maiores exercícios militares desde 2002

A OTAN está se preparando para realizar seus maiores exercícios militares desde 2002. Trata-se dos Trident Juncture 2018, dos quais participarão mais de 40.000 militares de 30 países membros e parceiros da OTAN.
Sputnik

A fase principal das manobras irá ser realizada entre os dias 25 de outubro e 7 de novembro, na Noruega e áreas vizinhas, com exercícios preliminares nas águas ao largo da costa da Islândia de 15 a 17 de outubro.

Defender-se contra 'qualquer ameaça em qualquer momento'

O objetivo dos exercícios é a dissuasão e defesa contra "qualquer ameaça, de qualquer lugar e em qualquer momento", explicou nesta semana o almirante da Marinha dos EUA a jornalistas em Bruxelas, James G. Foggo III, comandante dos exercícios.

O militar revelou que os Trident Juncture mostram que a OTAN está unida e pronta para se defender valendo-se da defesa coletiva. Neste sentido, o cenário dos exercícios inclui uma violação da soberania de um aliado da OTAN, neste caso da Noruega.

Ao mesm…

Conheça tanque norte-americano que quer desafiar seu concorrente russo

Nos próximos anos, Estados Unidos planejam produzir um protótipo do veículo blindado ligeiro móvel de apoio de fogo (MPF) que não só poderá concorrer com os tanques russos 2S25 Sprut-SD, mas também vai alterar o desenvolvimento das ações militares no terreno, escreve a revista National Interest.


Sputnik

Os militares norte-americanos, segundo nota a edição, ressaltaram necessidade de escudo de fogo para a infantaria móvel dos EUA em caso de ataque do inimigo.


Tanque russo 2S25 Sprut-SD sendo exposto no Fórum EXÉRCITO 2016 (foto de arquivo)
Tanque russo 2S25 Sprud-SD © AP Photo/ Pavel Golovkin

"O MPF vai ajudar a infantaria quando não houver estradas. A mobilidade de tais veículos vai garantir o apoio de fogo e proteção, podendo atacar inimigo antes de ele interromper avanço", declarou o subcomandante do Estado-Maior das Forças Terrestres, Rickey Smith.

Ele não designou o peso exato do veículo em elaboração, mas afirmou que os militares tentarão atingir combinação melhor de potência, mobilidade e durabilidade do equipamento militar na criação do novo tanque. Segundo chefes militares dos EUA, este protótipo vai superar os análogos russos, até mesmo na durabilidade.

A National Interest escreveu que teria sido decidido elaborar novo protótipo devido ao reconhecimento dos militares dos EUA que o M1 Abrams, tanque principal de combate, não é sempre capaz de garantir o apoio de fogo da infantaria por ser pesado demais e por possuir limitações de mobilidade.

Para os militares norte-americanos, uma das caraterísticas principais do veículo militar deve ser capacidade de deslocamento rápido.

"Deslocamento rápido é muito importante na região europeia, onde as tropas russas, por exemplo, podem estar perto das forças da OTAN", escreve a revista.

O novo veículo militar, que entra na categoria de tanques ligeiros, conforme os militares norte-americanos, vai superar o tanque ligeiro transportável russo 2S25 Sprut-SD de 25 toneladas e equipado com canhão antitanque de 125 milímetros.

Espera-se que os contratos de elaboração dos protótipos sejam concluídos em 2019, e os primeiros modelos sejam criados nos próximos 14 meses depois da conclusão dos contratos.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas