Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Reino Unido reforçará sua presença militar no Ártico para se opor à Rússia, diz mídia

O ministro da Defesa britânico, Gavin Williamson, disse que o Reino Unido pretende reforçar a presença militar no Ártico para “proteger” o flanco norte da OTAN das ações da Rússia, segundo o diário The Telegraph.
Sputnik

Segundo o jornal, mais de 1.000 fuzileiros navais da Marinha britânica farão treinamentos anuais com colegas noruegueses no âmbito de um programa previsto para dez anos, formando no futuro próximo um novo destacamento, assinalou Williamson durante uma visita à base militar em Bardufoss, na Noruega.


O ministro britânico mencionou também que o Reino Unido enviará no próximo ano para a região do Ártico um avião de patrulha marítima Poseidon P8 para vigiar a atividade crescente dos submarinos russos.

"Queremos melhorar nossas capacidades em condições de temperaturas abaixo de zero, aprendendo com antigos aliados, tais como a Noruega, ou monitorando as ameaças submarinas com nossos aviões Poseidon. Nos manteremos atentos a novos desafios", afirmou Williamson.

O minist…

Daesh no Afeganistão é algo que interessa aos EUA e Israel, diz líder iraniano

O aiatolá Ali Hosseini Khamenei acusou os Estados Unidos nesta terça-feira de enviarem os terroristas do Daesh ao Afeganistão para justificar a presença de tropas militares estadunidenses na região.


Sputnik

O líder iraniano acrescentou que a Casa Branca procura usar tal artimanha para contribuir para a segurança de Israel.


Aiatolá Ali Khamenei.
Aiatolá Ali Khamenei © Sputnik/ Sergey Guneev

"As mesmas mãos que criaram o Daesh para cometer crimes contra o povo sírio e iraquiano estão agora empurrando os jihadistas para o Afeganistão, depois [dos terroristas] terem sido expulsos desses dois países", disse Khamenei, citado pela agência local Mehr.

O líder persa também lembrou os recentes ataques terroristas que mataram mais de 100 afegãos nos últimos dias, e observou que eles correspondem à estratégia estabelecida pelos Estados Unidos.

Khamenei frequentemente acusa Washington de agravar os problemas internos das nações do Oriente Médio para evitar que eles lutem contra a ameaça "arrogante" que representa o "sionismo", se dirigindo diretamente a Israel, nação que considera inimiga da República Islâmica.

Comentários

Postagens mais visitadas