Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Deputados brasileiros se reúnem com o presidente do parlamento da Síria

Uma delegação de deputados federais brasileiros se reuniu nesta terça-feira com o presidente da Assembleia do Povo Sírio, Hammoudeh Sabbagh, em Damasco.


EFE

Durante o encontro, Sabbagh destacou, segundo a agência estatal de notícias "Sana", a importância de transmitir à opinião pública mundial a "realidade sobre os fatos na Síria" e a luta contra o terrorismo.


EFE/Youssef Badawi
EFE/Youssef Badawi

O presidente da Assembleia do Povo Sírio também afirmou que a prioridade é eliminar o terrorismo, ampliando o processo de reconciliação entre a população local e a reconstrução do país.

Sabbagh avaliou as posturas de países amigos que permaneceram ao lado da Síria e do povo do país na luta contra os terroristas.

A delegação brasileira é liderada pelo deputado federal Arlindo Chinaglia (PT/SP). Segundo a "Sana", Chinaglia reforçou na reunião com Sabag a necessidade do retorno da representação diplomática em nível de embaixadores entre os dois países.

A embaixada do Brasil em Damasco está parcialmente aberta desde o início do conflito em 2011. No entanto, o governo optou por transferir provisoriamente os diplomatas para Beirute e Amã em julho do ano seguinte, mantendo no edifício funcionários locais que tratam apenas de assuntos consulares.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas