Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Destróier da Marinha estadunidense entra no mar Negro

O destróier da Marinha dos EUA Carney virou o primeiro navio norte-americano a entrar no mar Negro em 2018, informa o jornal ucraniano Dumskaya.


Sputnik

Antes, este mesmo navio visitou a Ucrânia no âmbito das manobras Sea Breeze 2017 em julho do ano passado. O presidente ucraniano, Pyotr Poroshenko, realizou uma visita a bordo desse navio. Destaca-se que, provavelmente, o navio entrará novamente no porto de Odessa.


Destróier norte-americano USS Carney, foto de arquivo
USS Carney © Foto: US Navy/Paul Farley

As fotos do navio também foram publicadas pelo portal turco Yoruk Isik na conta do Twitter que informa sobre o movimento de navios militares através do Bósforo.

Os destróieres da classe Arleigh Burke, à qual pertence o USS Carney, estão entre os de maior tamanho e poder de fogo construídos nos EUA. Eles estão armados com dois lançadores do sistema Aegis, que permitem transportar até 56 mísseis de cruzeiro Tomahawk, que por sua vez podem ser equipados com ogivas nucleares. No navio está também embarcado um helicóptero SH-60 Seahawk. A tripulação desta classe de destróieres é constituída por 337 homens.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas