Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Erdogan: Turquia 'impedirá jogos' ao longo da fronteira com Síria

Turquia "impedirá jogos" ao longo da fronteira começando com a cidade síria de Manjib, declarou o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan.


Sputnik

De acordo com o presidente, a Turquia não limitará sua operação militar por Afrin, mas "impedirá jogos" ao longo da sua fronteira, começando com a cidade síria de Manbij.


Soldados turcos perto da fronteira sírio-turca
Soldados turcos na fronteira com a Síria © AFP 2018/ OZAN KOSE

"Tenho dúvidas quanto à humanidade daqueles que apoiam essa organização [YPG] e chamam a Turquia de invasora", destacou Erdogan durante seu discurso em Ancara.

Além disso, o presidente turco apelou para as organizações internacionais não governamentais para prestarem apoio à operação turca Ramo de Oliveira efetuada contra as forças curdas na região síria de Afrin.

As operações turcas começaram em meio às crescentes tensões entre Ancara e Washington, que recentemente iniciou a formação de uma força de segurança na fronteira síria, a ser constituída inclusive por combatentes das Forças Democráticas da Síria, ligadas às Unidades de Proteção do Povo Curdo (YPG), que Ancara considera um grupo terrorista.

A Turquia expressou muitas vezes preocupações quanto ao apoio dos EUA aos militantes das YPG. Os Estados Unidos, por sua parte, prometem parar o fornecimento de armas aos curdos.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas