Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Erdogan: exército sírio parou de avançar para Afrin

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, declarou que as tropas do governo sírio deixaram de avançar para a cidade de Afrin "após consultas", realizadas pelo líder turco nesta segunda-feira.
Sputnik

As tropas do governo sírio "foram realmente detidas ontem (segunda-feira)", afirmou Erdogan, segundo a agência de notícias Anadolu. Segundo o chefe de Estado, isso aconteceu "após consultas". No entanto, Erdogan não especificou à que consultas estaria se referindo.


Nesta segunda-feira, o líder turco discutiu a situação em Afrin durante conversa telefônica com seus homólogos russo e iraniano, Vladimir Putin e Hassan Rouhani.

Erdogan também afirmou que as milícias pró-governo que tentaram entrar em Afrin nesta terça-feira, e que foram repelidas pelas tropas turcas, o fizeram por iniciativa própria.

"A milícia síria decidiu entrar em Afrin por conta própria. Isso é inaceitável e não ficará sem resposta", alertou Erdogan.

Anteriormente, a imprensa infor…

Erro de piloto norte-americano teria provocado 7 mortos no Iraque

Um helicóptero das Forças Armadas dos EUA disparou contra um veículo das forças de seguranças na área do povoado de Al-Baghdadi, situado na província iraquiana de Ambar, deixando 7 mortos e 11 feridos, comunicou o canal Al-Sumaria.


Sputnik

De acordo com o canal, o ataque atingiu o chefe da polícia local e o chefe da administração provincial, que no momento do ataque estavam se dirigindo a um encontro com o xeique da tribo local.


Resultado de imagem para helicóptero das Forças Armadas dos EUA iraque
Bell AH-1Z Viper dos EUA | Reprodução

Enquanto isso, no comunicado do comando das forças antiterroristas unidas do Iraque, se lê que na área estava sendo realizada uma operação para capturar um terrorista, apoiada do ar pelas forças da coalizão internacional. Quando a operação já havia terminado, um desconhecido lançou uma granada contra as forças antiterroristas, o que provocou um combate entre os dois lados.

No regresso, diz o comunicado, "foi observada uma concentração de pessoas armadas cuja presença não fora previamente combinada; elas foram atacadas a partir dos helicópteros de apoio às forças de segurança".

"O comando já mandou investigar o incidente", acrescentou o comunicado.


Postar um comentário