Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Área militar do governo brasileiro demonstra desconforto com suspensão de investigação do caso Queiroz

Integrantes da área militar do governo demostraram desconforto com o pedido de suspensão da investigação para apurar movimentações financeiras de Fabricio Queiroz consideradas "atípicas" pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).
Por Gerson Camarotti | G1

A avaliação de auxiliares do presidente Jair Bolsonaro é que essa decisão tomada pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), só faz prolongar o desgaste provocado pelo caso.

O ministro Luiz Fux atendeu pedido do deputado estadual e senador eleito Flavio Bolsonaro (PSL-RJ), de quem Queiroz foi assessor. O Coaf apontou movimentação de R$ 1,2 milhão em uma conta bancária de Queiroz durante um ano sem que houvesse esclarecimento.

Para esses auxiliares, foi uma surpresa a solicitação feita por Flávio Bolsonaro para suspender as investigações.

“Ainda não há uma explicação convincente. Enquanto isso não acontecer, o desgaste desse caso vai continuar. Já está demorando demais”, comentou ao blog um auxilia…

Estados Unidos suspendem ajuda financeira ao Paquistão 'por motivos de segurança'

Os Estados Unidos congelaram U$255 milhões de dólares em financiamento para o Paquistão, alegando uma posição contraditória do país asiático no combate ao terrorismo e alertou Islamabad a redobrar seus esforços na luta contra o extremismo se desejar ajuda financeira em Washington no futuro.


Sputnik

"Suspendemos hoje a assistência financeira por questões de segurança", disse a porta-voz do Departamento de Estado, Heather Nauert, explicando que as medidas tomadas pelas autoridades paquistanesas para combater os grupos terroristas que operam "dentro e fora de seu território" foram insuficientes. "O Paquistão deve tomar medidas mais decisivas", disse Nauert.


The flag of Pakistan and American flags (File)
Bandeiras do Paquistão e dos EUA © AFP 2017/ MARK RALSTON

O Departamento de Estado disse que Islamabad está ciente do que é necessário e que a decisão envolve anuência ao grupo de insurgentes islâmicos Haqqani, acusados ​​de perpetrar ataques sangrentos contra as tropas dos EUA no Afeganistão.

Donald Trump já tinha prometido interromper a ajuda de mais "mais de 33 bilhões de dólares enviados nos últimos 15 anos", de acordo com estimativas do gabinete do presidete. Segundo o chefe da Casa Branca, Islamabad "fornece refúgio seguro para dois terroristas" que fogem do Afeganistão.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas