Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia acionará judicialmente os EUA, caso entregas dos F-35 sejam bloqueadas

Segundo o porta-voz do presidente turco, Ibrahim Kalin, a Turquia recorrerá a medidas jurídicas caso as entregas dos F-35 sejam bloqueadas pelos EUA.
Sputnik

Ibrahim Kalin citou para a mídia turca que "não é nada fácil rescindir este contrato, somos parte de um contrato multilateral, cumprimos com todas as exigências e pagamos, caso os EUA não cumpram, recorreremos à lei".

O Congresso americano decidiu recentemente suspender as entregas dos caças americanos de quinta geração F-35 à Turquia devido aos planos de Ancara de adquirir o sistema de defesa antiaérea russo S-400, além de ameaçá-la com sanções em diversas ocasiões, como citado em artigo da Sputnik Mundo.

O avançado sistema antiaéreo S-400 Triumph (SA-21 Growler, na classificação da OTAN) é capaz de abater alvos aéreos com tecnologia furtiva, mísseis de cruzeiro e mísseis balísticos táticos e táticos-operacionais, tem um alcance de até 400 km e pertence à geração 4+, sendo duas vezes mais eficaz que seus antecessores.

Os se…

EUA confirmam que 4 americanos morreram em ataque a hotel em Cabul

Quatro americanos morreram e dois ficaram feridos no ataque realizado por talibãs no último fim de semana no Hotel Internacional de Cabul, capital do Afeganistão, no qual morreram 20 pessoas no total.


EFE

As informações foram confirmadas nesta quarta-feira pela porta-voz do Departamento de Estado, Heather Nauert, em um breve comunicado à imprensa. Ela também informou que outras informações sobre as vítimas não serão divulgadas por respeito às famílias.


Hotel Intercontinental após o ataque. EFE/Hedayatullah Amid
Hotel Intercontinental após o ataque. EFE/Hedayatullah Amid

No total, 20 civis, entre eles 14 estrangeiros, morreram no ataque. A ação das forças de segurança evitou que pelo menos 151 pessoas fossem vítimas dos talibãs no atentado.

Grande parte dos estrangeiros que morreram eram funcionários da companhia aérea afegã Kam Air.

O ataque ao Hotel Internacional, que já tinha sido alvo de um atentado em 2011, começou na noite de sábado e durou mais de 12 horas. As forças de segurança conseguiram matar o último dos seis talibãs que invadiram o edifício.

Os talibãs reivindicaram a autoria do ataque através do comunicado e afirmaram que os membros do grupo identificaram "cuidadosamente" as vítimas, matando cidadãos de "países invasores" e representantes do governo do Afeganistão.

O Ministério do Interior do Afeganistão responsabilizou a Rede Haqqani, uma das organizações que faz parte dos talibãs, pelo ataque. Segundo os governos afegão e americano, membros da Rede Haqqani se refugiam no território do Paquistão.

Os EUA decidiram suspender os auxílios para a segurança do Paquistão no início do ano até que o país adote "medidas decisivas" para lutar contra o terrorismo.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas