Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Quem vai receber 'resposta esmagadora' do Irã pelo atentado em Ahvaz?

No sábado (22), militantes armados abriram fogo contra uma parada militar na cidade de Ahvaz, matando 29 pessoas e ferindo outras 60. O Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica, que perdeu 12 de seus militares no atentado, prometeu que o Irã daria uma "resposta esmagadora" aos envolvidos no ataque. Mas de quem Teerã irá se vingar?
Sputnik

A responsabilidade pelo atentado foi assumida pelo Movimento Democrático Patriótico Árabe de Ahvaz (Al-Ahvazia), ligado à Arábia Saudita.

O líder supremo iraniano, aiatolá Ali Khamenei, comentando a tragédia, afirmou que os atacantes receberam dinheiro da Arábia Saudita e dos Emirados Árabes Unidos e que tinham sido apoiados pelos EUA.

Ex-chefe do Conselho de Cultura da administração presidencial iraniana, doutor Abbas Amirifar, acredita que por trás do ataque em Ahvaz estão países do Ocidente que "têm uma atitude hostil perante o Irã".

"Vale destacar que os terroristas que disseram estar envolvidos no atentado instalaram-se no Oc…

EUA deslocam 1.000 militantes curdos para a fronteira entre Turquia e Síria

O exército dos EUA teria deslocado cerca de 1.000 combatentes do Partido da União Democrática (PYD) Curdo para a região síria de Tel Abyad, na fronteira com a Turquia.


Sputnik

De acordo com a Agência Anadolu, o exército dos EUA realizou operações de reconhecimento na fronteira turco-síria antes da implantação das forças.


Tanques do exército da Turquia perto da fronteira síria
Tanques do exército turco na fronteira com a Síria © AFP 2018/ BULENT KILIC

Anteriormente, a coalizão liderada pelos EUA anunciou que iria estabelecer uma força de segurança na fronteira com 30.000 soldados controlada pelas Forças Democráticas da Síria e liderada pelas Unidades de Proteção Popular (YPG) curdas na Síria, o que já desencadeou críticas por parte da Turquia.

No entanto, o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, afirmou mais tarde que os Estados Unidos não estavam criando uma força de segurança da fronteira, dizendo que a questão tinha sido "mal interpretada".

A Turquia ameaçou lançar uma operação em Afrin contra os combatentes curdos sírios na semana passada, depois que os EUA anunciaram sua decisão de começar a treinar uma força de segurança da fronteira.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas