Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã ameaça romper limite de reservas de urânio; entenda o que país pode fazer se sair de acordo nuclear

Sem regulação, país pode adotar equipamentos mais modernos e rápidos e ampliar volume de enriquecimento de material que pode ser usado em armas nucleares. Acordo foi firmado em 2015 entre Irã e mais seis países, mas Trump retirou EUA em maio de 2018.
Associated Press

O Irã anunciou que irá exceder o limite de reservas de urânio determinado pelo acordo nuclear de 2015, ampliando as tensões no Oriente Médio.

O prazo de 27 de junho dado por Teerã vem antes de outra data limite, 7 de julho, para que a Europa apresente melhores termos para que o país permaneça no acordo. Se essa segunda data passar sem nenhuma ação, o presidente iraniano Hassan Rouhani diz que a república islâmica irá provavelmente retomar o alto enriquecimento de urânio.

Veja a seguir em que situação está o programa nuclear do Irã atualmente:

O acordo nuclear

O Irã fechou um acordo nuclear em 2015 com Estados Unidos, França, Alemanha, Reino Unido, Rússia e China. O acordo, formalmente conhecido como Plano de Ação Conjunto Abran…

EUA prometem respeito aos interesses da Turquia na Síria

Os EUA estão levando em consideração os interesses da Turquia ao realizar suas operações militares na Síria e reconhecem a sua legitimidade, informou um comunicado do Pentágono.


Sputnik

Turquia, em diversas ocasiões, manifestou preocupações a respeito das atividades das tropas curdas, que controlam grandes territórios no norte e no ocidente da Síria.


Resultado de imagem para eua siria
Tropas dos EUA na Síria © AFP 2018/ AHMAD AL-RUBAYE

A Turquia teme que a atual situação na Síria possa vir a colaborar com o fortalecimento das tropas curdas, consideradas como terroristas por Ancara.

"As preocupações da Turquia na área de segurança são legítimas. Continuaremos sendo completamente transparentes em nossos contatos com a Turquia sobre os nossos esforços na Síria, voltados para a derrota do Daesh. Apoiamos o nosso aliado na OTAN e no combate contra o terrorismo ao redor do mundo", informou um comunicado divulgado pela assessoria de imprensa do Pentágono nesta quarta-feira.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas