Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia acionará judicialmente os EUA, caso entregas dos F-35 sejam bloqueadas

Segundo o porta-voz do presidente turco, Ibrahim Kalin, a Turquia recorrerá a medidas jurídicas caso as entregas dos F-35 sejam bloqueadas pelos EUA.
Sputnik

Ibrahim Kalin citou para a mídia turca que "não é nada fácil rescindir este contrato, somos parte de um contrato multilateral, cumprimos com todas as exigências e pagamos, caso os EUA não cumpram, recorreremos à lei".

O Congresso americano decidiu recentemente suspender as entregas dos caças americanos de quinta geração F-35 à Turquia devido aos planos de Ancara de adquirir o sistema de defesa antiaérea russo S-400, além de ameaçá-la com sanções em diversas ocasiões, como citado em artigo da Sputnik Mundo.

O avançado sistema antiaéreo S-400 Triumph (SA-21 Growler, na classificação da OTAN) é capaz de abater alvos aéreos com tecnologia furtiva, mísseis de cruzeiro e mísseis balísticos táticos e táticos-operacionais, tem um alcance de até 400 km e pertence à geração 4+, sendo duas vezes mais eficaz que seus antecessores.

Os se…

'EUA querem desmembrar a Síria criando força de segurança fronteiriça', diz senador russo

A tentativa dos EUA de criar as chamadas "força de segurança" na Síria tem como objetivo desmembrar um país, cuja unidade não interessa a Washington. Quem afirma é o senador russo, Aleksei Pushkov.


Sputnik

De acordo com uma publicação do Defense Post, a coalizão liderada pelos Estados Unidos para combater o terrorismo na Síria estaria criando no país as chamadas Forças de Segurança da Fronteira em territórios controlados pelo Daesh (Estado Islâmico). 


Militares americanos e rebeldes do Maghaweer al-Thawra, apoiado pelos EUA, em Al Tanf, no sul da Síria
Militares dos EUA atuando ao lado de terroristas na Síria © AP Photo/ Hammurabi's Justice News

"A tentativa dos EUA de criar as 'forças de segurança' sob sua égide no norte da Síria com um total de 30 mil pessoas é um caminho para um desmembramento do país", declarou Pushkov em uma publicação na sua conta do Twitter.

Segundo o representante oficial da coalizão, citado pela publicação, a coalizão trabalha em conjunto com as Forças Democráticas da Síria para criar e treinar novas forças de segurança na fronteira do país árabe. Atualmente, cerca de 230 pessoas são treinadas com o objetivo final de criar uma força de cerca de 30 mil pessoas.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas