Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Brasil comemora 20 anos do fim do conflito entre Peru e Equador

O Brasil irá comemorar nesta terça-feira os 20 anos do fim dos conflitos na fronteira entre Peru e Equador, que se prolongaram por quase 170 anos e que causaram várias guerras, tensões e enfrentamentos entre ambos os países.
EFE

Brasília - O Acordo Global e Definitivo de Paz entre Equador e Peru foi assinado em 26 de outubro de 1998 em Brasília, que voltará a ser palco de um encontro entre representantes dessas duas nações, mas agora para reafirmar "o valor e a eficácia da diplomacia e da solução pacífica de controvérsias", diz o comunicado do Ministério das Relações Exteriores.

A cerimônia contará com a participação do equatoriano José Ayala Lasso e do peruano Fernando de Trazegnies Granda, que eram os chanceleres de seus países na ocasião da assinatura e tiveram participação ativa nas negociações, e será presidido pelo ministro das Relações Exteriores Aloysio Nunes.

Segundo a nota oficial, a comemoração "também evidencia, uma vez mais, a capacidade regional de responder e…

'EUA querem desmembrar a Síria criando força de segurança fronteiriça', diz senador russo

A tentativa dos EUA de criar as chamadas "força de segurança" na Síria tem como objetivo desmembrar um país, cuja unidade não interessa a Washington. Quem afirma é o senador russo, Aleksei Pushkov.


Sputnik

De acordo com uma publicação do Defense Post, a coalizão liderada pelos Estados Unidos para combater o terrorismo na Síria estaria criando no país as chamadas Forças de Segurança da Fronteira em territórios controlados pelo Daesh (Estado Islâmico). 


Militares americanos e rebeldes do Maghaweer al-Thawra, apoiado pelos EUA, em Al Tanf, no sul da Síria
Militares dos EUA atuando ao lado de terroristas na Síria © AP Photo/ Hammurabi's Justice News

"A tentativa dos EUA de criar as 'forças de segurança' sob sua égide no norte da Síria com um total de 30 mil pessoas é um caminho para um desmembramento do país", declarou Pushkov em uma publicação na sua conta do Twitter.

Segundo o representante oficial da coalizão, citado pela publicação, a coalizão trabalha em conjunto com as Forças Democráticas da Síria para criar e treinar novas forças de segurança na fronteira do país árabe. Atualmente, cerca de 230 pessoas são treinadas com o objetivo final de criar uma força de cerca de 30 mil pessoas.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas