Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Chefe da ONU diz que é essencial evitar escalada de tensões no Irã

O chefe da Organização das Nações Unidas (ONU), Antonio Guterres, alertou neste domingo que é essencial evitar “qualquer forma de escalada” das tensões no Golfo, em meio a temores de um conflito após a derrubada de um drone norte-americano pelo Irã na semana passada.
Por Catarina Demony | Reuters

LISBOA (Reuters) - “O mundo não pode permitir um grande confronto no Golfo”, disse Guterres, nos bastidores da Conferência Mundial de Ministros Responsáveis pela Juventude, em Lisboa . “Todos devem manter nervos de aço.”

Na quinta-feira, um míssil iraniano destruiu um drone de vigilância dos EUA, em um incidente que o governo norte-americano disse que aconteceu no espaço aéreo internacional.

Trump disse mais tarde que ordenou o cancelamento de um ataque militar em retaliação pela ação que poderia ter resultado em 150 mortes.

Teerã repetiu no sábado que o drone foi abatido sobre seu território e disse que responderia com firmeza a qualquer ameaça dos EUA.

Os comentários de Guterres vêm um dia depois…

Exército sírio luta contra Frente al-Nusra em Idlib

Tropas governamentais da Síria estão travando luta sangrenta contra as unidades da organização terrorista Frente al-Nusra (proibida na Rússia) perto da base aérea Abu al-Duhur, no sudeste da província de Idlib, disse à Sputnik uma fonte próxima do local dos acontecimentos.


Sputnik

"As batalhas sangrentas contra os militantes da Frente al-Nusra agora ocorrem nas proximidades da base aérea, acompanhadas por ataques aéreos e de artilharia", contou a fonte.


Soldados de oposição estão preparando munições na província de Idlib na Síria
Terroristas da Frente al-Nusra em Idlib, Síria © AFP 2017/ Khan Shaykhun

Segundo ela, as unidades do exército sírio conseguiram no dia anterior, expulsar os terroristas das 12 aldeias, chegando assim muito perto do perímetro do aeródromo militar.

Os terroristas conquistaram a base Abu al-Duhur em setembro de 2015. Hoje em dia, a base está sob controle dos militantes da Frente al-Nusra, Hizb ut-Tahrir e outras organizações terroristas.

A Síria está em guerra civil desde 2011. As forças do governo têm lutado contra várias facções da oposição armada, bem como grupos terroristas como o Daesh (também proibido na Rússia) e a Frente al-Nusra.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas