Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Executiva da Huawei deixa a prisão após pagar fiança no Canadá; ex-diplomata canadense é preso na China

Justiça aceitou pedido da chinesa, que foi detida a pedido dos Estados Unidos e corria risco de extradição. Fiança estipulada fixada em US$ 7,5 milhões.
Por G1

A diretora financeira da Huawei, Meng Wanzhou, foi solta nesta quarta-feira (12) depois de passar 11 dias presa no Canadá.

A executiva teve aceito o pedido de liberdade condicional, por um juiz canadense. O valor da fiança foi fixado em 10 milhões de dólares canadenses (US$ 7,5 milhões).

Meng saiu da prisão poucas horas depois da ordem do juiz, informou o canal Global News.

"O risco de que não se apresente perante o tribunal (para uma audiência de extradição) pode ser reduzido a um nível aceitável, impondo as condições de fiança propostas por seu assessor", disse o juiz, aplaudido na sala do tribunal pelos partidários da empresa chinesa, informa a France Presse.

As condições de libertação incluem a entrega de seus dois passaportes, que permaneça em uma de suas residências de Vancouver e use tornozeleira eletrônica. Além dis…

Exército sírio luta contra Frente al-Nusra em Idlib

Tropas governamentais da Síria estão travando luta sangrenta contra as unidades da organização terrorista Frente al-Nusra (proibida na Rússia) perto da base aérea Abu al-Duhur, no sudeste da província de Idlib, disse à Sputnik uma fonte próxima do local dos acontecimentos.


Sputnik

"As batalhas sangrentas contra os militantes da Frente al-Nusra agora ocorrem nas proximidades da base aérea, acompanhadas por ataques aéreos e de artilharia", contou a fonte.


Soldados de oposição estão preparando munições na província de Idlib na Síria
Terroristas da Frente al-Nusra em Idlib, Síria © AFP 2017/ Khan Shaykhun

Segundo ela, as unidades do exército sírio conseguiram no dia anterior, expulsar os terroristas das 12 aldeias, chegando assim muito perto do perímetro do aeródromo militar.

Os terroristas conquistaram a base Abu al-Duhur em setembro de 2015. Hoje em dia, a base está sob controle dos militantes da Frente al-Nusra, Hizb ut-Tahrir e outras organizações terroristas.

A Síria está em guerra civil desde 2011. As forças do governo têm lutado contra várias facções da oposição armada, bem como grupos terroristas como o Daesh (também proibido na Rússia) e a Frente al-Nusra.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas