Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Helicópteros americanos estariam resgatando terroristas do Daesh de prisão síria

Os helicópteros norte-americanos tiraram terroristas do Daesh de uma prisão na cidade síria de Al-Hasakah, informou uma fonte local à Sputnik.
Sputnik

"Habitantes locais viram do telhado helicópteros estadunidenses aterrissando no território de uma prisão local, controlada pelos curdos, para tirar de lá terroristas do Daesh", afirmou a fonte — que preferiu não ser identificada — em Al-Hasakah à Sputnik Árabe.


Além disso, há informações que os militares norte-americanos estariam trazendo para a prisão várias munições, porque planejam criar no lugar uma base.

Anteriormente, a mídia iraquiana comunicou que helicópteros dos EUA tinham transportado membros do grupo Daesh (proibido na Rússia) da prisão central de Al-Hasakah para sua base perto do povoado Abu Hajar, no leste da Síria.

De acordo com fontes locais, na prisão de Al-Hasakah, muito bem fortificada, estariam encarcerados cerca de 100 terroristas, a maioria de cidadania estrangeira. Especialistas sírios acham que são os mesmos…

Exército turco elimina 400 curdos e militantes do Daesh em Afrin

A operação turca Ramo de Oliveira, lançada em 20 de janeiro na cidade síria de Afrin contra grupos curdos apoiados pelos EUA, entra em seu sétimo dia.


Sputnik

O exército turco eliminou 394 combatentes curdos e terroristas do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países), enquanto a aviação do país destruiu 340 alvos, informou neste sábado (27), o Estado-Maior turco.


Soldados turcos na Síria (foto de arquivo)
Tropas turcas na Síria © AFP 2018/ BULENT KILIC

"Desde o início da operação Ramo de Oliveira, a Força Aérea turca destruiu 340 alvos pertencentes ao Partido de União Democrática, Unidades de Proteção Popular e Daesh, tendo eliminado 394 combatentes. Ao mesmo tempo, três soldados turcos foram mortos e 30 ficaram feridos. Para além disso, 13 militantes do Exército Livre da Síria foram mortos e 24 ficaram feridos", se lê no comunicado obtido pela Sputnik no qual foi enfatizado que a operação está sendo realizada conforme o planejado.

O presidente turco, President Recep Tayyip Erdogan, afirmou que Ancara poderá estender a operação na Síria para leste, até à fronteira com o Iraque, enfatizando que o país "limparia completamente a região dos terroristas, começando por Manbij e ao longo de toda a fronteira [com a Síria]".

Em 20 de janeiro, o Estado-Maior turco anunciou o início da operação Ramo de Oliveira contra os grupos curdos na cidade síria de Afrin. No domingo (21), o primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, declarou que a operação terrestre em Afrin havia começado. Além da Turquia, das ações militantes participam combatentes do Exército Livre da Síria.

Damasco condenou fortemente as ações da Turquia, frisando que Afrin é parte integrante da Síria. Moscou apelou a que todos os lados mostrem contenção e respeitem a integridade territorial síria.


Postar um comentário